186 anos da Imprensa Catarinense: Jerônimo Coelho será homenageado

Fundador do primeiro jornal a rodar na então província de Santa Catarina, o lagunense Jerônimo Francisco Coelho (1806-1860) receberá destaque da Associação Catarinense de Imprensa (ACI) dentro da programação dos 186 anos do surgimento da imprensa no Estado.

186 anos da imprensa catarinense

As homenagens ao fundador do jornal O Catharinense e Patrono da Imprensa Catarinense ocorrem no dia 27/07 (quinta-feira), em Laguna, 28/07 (sexta-feira), em Florianópolis, e no dia 05/08 (sábado), em Chapecó.

O Catharinense foi criado em 1831, na capital Desterro (hoje Florianópolis), quando Jerônimo Coelho tinha apenas 25 anos. Hoje, restam alguns poucos exemplares do jornal, que estão na Fundação Biblioteca Nacional (no RJ) e na Biblioteca Pública de SC. Já a prensa usada para imprimi-los está no Museu Anita Garibaldi, em Laguna.

Além de jornalista, Jerônimo Coelho se destacou como militar e político. Antes de retornar a SC, foi presidente das províncias de Grão-Pará e Rio Grande do Sul. Exerceu, ao mesmo tempo, os cargos de ministro da Marinha e da Guerra de D. Pedro II.

Em Santa Catarina, além de idealizar O Catharinense, criou um segundo jornal (O expositor) e fundou a primeira loja maçônica do Estado. Por isso mesmo, além de ser um nome histórico da imprensa, é também patrono da maçonaria catarinense.

— Foi o mais importante catarinense no Império. Um homem que se destacou em diversas áreas e tinha uma noção de progresso admirável — destaca Ademir Arnon, presidente da ACI.

Jeronimo Coelho, fundador da imprensa catarinense

O evento em Florianópolis, a homenagem, será na próxima sexta-feira (28/07), às 10h30min. A comemoração do Dia da Imprensa Catarinense (instituído pela Lei Estadual N° 12.946, de 28 de abril de 2004) será na Praça XV, junto ao busto de Jerônimo Coelho. O evento contará com pronunciamento alusivo a data do conselheiro da ACI – Casa do jornalista, Carlos Alberto Ferreira e pelo Grão-Mestre do Grande Oriente do Brasil/SC, Adalberto Aluizio Eyng, e é organizado pela ACI – Casa do Jornalista, Maçonaria de SC, 14ª Brigada de Infantaria Motorizada do Exército, Instituto Histórico e Geográfico de SC (IHGSC) e pela Academia Catarinense de Letras.

Já em Laguna, sob a coordenação do Diretor Regional da ACI de Laguna, Márcio Carneiro, começa às 10h, na próxima quinta-feira (27/07). Será na praça que leva o nome do ilustre lagunense, no centro histórico. Também estão previstas palestra com o Vice-governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira e do Sr. Jerônimo Coelho Gomes, da loja Maçônica Fraternidade Lagunense n° 10.

Associação Catarinense de Imprensa (ACI) – Casa do Jornalista (20/07/2017)

1 responder
  1. Miriangela Goulart Outeiro says:

    A minha mãe que hoje está com 90 anos conta que ele era tio do pai dela

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *