200 viajantes

Um empresário chega a um hotel onde pensa em passar a noite. Como tem suas manias com quartos de hotel explica ao gerente que primeiro precisa conhecer as acomodações.

selo-cadeira-do-barbeiroO educado gerente diz que não há problemas. O cliente pode subir e se não gostar do quarto não haveria nenhum problema. O empresário agradece e paga o valor do pernoite, 200 reais.

O gerente, contente com o dinheiro que acabara de entrar, pega o telefone e liga para a panificadora para a qual deve 200 reais de queijos e presuntos.

O dono da panificadora feliz com o dinheiro que vai entrar se apressa em receber. Agradece ao gerente do hotel e confirma que pode pedir o que precisar.

Assim que chega em sua panificadora liga para seu fornecedor de frios e avisa que já tem seus 200 reais nas mãos.

O fornecedor sai contente da panificadora e vai ao mecânico a quem deve 200 reais e acerta sua conta.

Um mecânico aliviado com o dinheiro que entra paga o dentista a quem devia 200 reais.

O dentista satisfeito com o dinheiro que acabara de receber sai para pagar o dono do restaurante onde costuma almoçar.

O dono do restaurante vibra com os 200 reais e vai pagar o pedreiro que fizera um ótimo serviço em sua casa.

O jovem pedreiro telefona a uma garota de programa a quem deve 200 reais e fica em paz.

Um homem observa uma garota entrando no hotel em que trabalha. A garota de programa sorri para o gerente e diz que veio pagar sua dívida de 200 reais. Ela agradece a paciência do gerente do hotel. Ela mal se afasta e o gerente é surpreendido por um homem. É o empresário que subira para ver o quarto. O empresário diz:

– Por favor, me desculpe. Não é nada contra seu hotel, muito aconchegante por sinal e com ótimo atendimento. Eu é que tenho manias. Não vou ficar. Agradeço sua atenção.

O gerente do hotel diz ao empresário:

– Aprecio sua honestidade e educação. Saiba que estamos abertos a quaisquer sugestões. Faço questão que pegue de volta seus 200 reais e sinceros votos que encontre um lugar do seu agrado.

E lá se vão os 200 reais. Continuam viajando por diversos bolsos e outros valores, provocando reencontros, sorrisos e acertos.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *