Prêmio Unimed de Jornalismo vai para a área de rádio

Camila e Paula, as vencedoras

O documentário radiofônico “Infância Interrompida – a batalha das crianças contra o câncer”, produzido pelas alunas de jornalismo da UFSC, Camila Maria de Oliveira Peixer e Paula Carnin Salvador, é finalista do 11º Prêmio Unimed de Jornalismo. A premiação dos três finalistas será sexta-feira (28/09), ao meio dia, em Joinville. Orientado pelo professor  Ricardo Medeiros , na disciplina de Radiojornalismo I, do primeiro semestre de 2011, o trabalho teve como tema principal o câncer infantil. Dentre as doenças crônicas nesse período da vida, o câncer se destaca pela alta incidência e grande repercussão na vida da criança, da família, e até mesmo dos profissionais de centros oncológicos. O trabalho tratou das consequências que a doença causa nas pessoas, das reações iniciais dos envolvidos com os pacientes à confirmação diagnóstica, do método utilizado para revelar o diagnóstico da criança, dos mecanismos de enfrentamento e da visão de profissionais da saúde, que constantemente lidam com as adversidades e reações provocadas pela doença. O objetivo do documentário é esclarecer questões relacionadas a essa enfermidade, que frequentemente é associada à morte. Ainda que atualmente haja muita informação acessível, a maioria das pessoas lida com o câncer de maneira mistificada, e até mesmo preconceituosa. O trabalho tem ainda a pretensão de mostrar a realidade de quem convive ou teve contato com a doença.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *