A força das novas mídias

Os meios de comunicação enfrentam, a cada dia, novos desafios. A tecnologia evolui, a criatividade não tem limites e as pressões da concorrência crescem exponencialmente. Quais são as alternativas para se desenvolver ou, pelo menos, sobreviver?
Da Redação. Colaborou Francisco SocorroToninho Rossini*, em artigo publicado na Revista do Hospede, edição set/out de 2004, p. 11, analisa o comportamento dos meios de comunicação no Brasil e faz algumas constatações de interesse dos nossos Caros Ouvintes. Por exemplo: A TV aberta no Brasil é gerenciada por 443 geradoras que administram quase 10 mil retransmissoras. Essa rede de televisão abocanha 55% das verbas de mídia. Mas, o sistema que mais cresce é o da televisão por assinatura. As revistas, jornais e outdoor, por enquanto, mantêm a sua participação. Já a Internet vem crescendo acentuadamente. Toninho assinala: “a Internet espalha-se mais rápido do que rastilho de pólvora e concentra usuários com mais índice de poder aquisitivo – em grande parte, pessoas com faixa etária entre 18 e 30 anos, em fase de ascensão profissional”. O crescimento do investimento publicitário na Internet está chegando perto do rádio. Segundo pesquisa da InterScience a Internet fecha 2004 com o dobro do faturamento de 2002, que ainda é pouco, mas que já está em torno de 4% da verba de mídia no Brasil, contra os 6% do meio rádio. E os anunciantes? O que estão fazendo? Parece que em boa parte estão “vendo a banda passar”, como na marchinha de Chico Buarque de Holanda. Os anunciantes, entretanto, não são os únicos conservadores. Há muita agência de propaganda que ainda não acredita na Internet como veículo de comunicação publicitária. Nesse caso, você que também é um “marquetista” emergente, o que você faria? Venha.

Como diria Antônio Beato em sua santa humildade: “Entre nesta conversa. Porque esta conversa, além de samba vai dar muita grana para quem sair na frente. Bote a boca no Alô… Alô? Meu filho”!
___________________________
*Antoninho Rossini é jornalista e consultor em comunicação empresarial. E-mail: [email protected]

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *