A grande magia do rádio

Ninguém consegue viver sem música. Você já percebeu como é triste um local em silêncio? Uma casa sem sons parece um jardim sem flores. Não tem vida, não tem alegria.

www.radioantigo.com.br

www.radioantigo.com.br

Quando o sujeito compra um carro que vem sem aparelho de som, ele fica angustiado até poder instalar o equipamento. Quando ele sai da concessionária e abastece o veículo, o próximo passo já é procurar uma loja especializada para conectar o som.
 
É impressionante como o rádio pode também levar informações até aos povos mais isolados. Há locais de difícil acesso no meio da mata, locais onde o ser humano só chega se atravessar de canoa.
 
A mesma emoção pode atingir simultaneamente uma pessoa que está dentro do carro, no meio de um trânsito caótico de uma grande cidade e uma pessoa que está pescando num lago sereno. O rádio pode trazer alegria para um doente solitário, internado em um hospital. Pode dar ritmo aos operários de uma fábrica e sonorizar o escritório de um executivo.
 
O rádio fala com os religiosos e com os ateus. Com os atletas e os torcedores. Fala com o presidiário e com o policial. Com estudantes e professores. A todas as classes, ao mesmo tempo. Seja qual for a pessoa, o que ela estiver fazendo e onde estiver, o rádio vai estar presente.

A diferença é que cada pessoa absorve o rádio de uma forma diferente e utiliza-o a sua maneira. Tem gente que precisa do rádio para viver, pois não tem outra forma de diversão. Tem quem apenas complementa os seus afazeres diários com ele.
 
O rádio está aí, há anos, invisível pelo espaço, para oferecer ao povo uma palavra, um apoio, uma canção.
 
Mesmo com os novos modelos de telefones celulares, com a internet e difusão do Ipod, o rádio continua firme e forte, sem envelhecer. Apenas se adaptando aos nossos meios. O rádio, que antigamente era grande e ficava só na sala das residências, hoje cabe no nosso bolso.
 
Imagine quantas pessoas ele já ajudou. Devolvendo a esperança, anulando a tristeza, conseguindo remédios, convencendo a doar sangue, encontrando documentos perdidos, divulgando nascimentos, comunicando óbitos e brincando com passatempos.
 
No esporte, o rádio está também sempre em cima do lance. Na política, o rádio consegue eleger o diretor de um clube e derrubar um presidente. O rádio forma opinião conversa, debate e discute. O rádio invade a nossa vida e chega a mudar o nosso destino. 

O autor é publicitário, especialista em Rádio e TV, autor do livro “Você Nunca Ouviu Nada Igual”. Blog: http://vocenuncaouviunadaigual.blogspot.com

2 respostas
  1. Rosangela Koch says:

    A grande magia do rádio acontece tbem na minha rotina,e sou testemunha de que grandes mudanças e realizações aconteceram em minha vida por influencia do rádio’.Ao ouvir rádio,me mantenho informada e atualizada,sobre todas as programaçoes culturais de minha cidade,da minha Faculdade e do universo musical do nosso país.O rádio alem de me manter informada,me proporciona momentos culturais raros,e de grande prazer.Nào saberia viver sem este meio de comunicação.

  2. João Bortolin says:

    O rádio realmente é o mais interessante veículo de comunicação pela sua agilidade e versatilidade, contudo, pena que também está perdendo na qualidade de seus comunicadores e, aí, lembramo-nos do maior de todos: Hélio Ribeiro, aliás, pode-se matar saudade desse genio através do site: http://www.helioribeiro.com.br

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *