A história do rádio e as marchinhas de Carnaval

“Quem optar por passar o Carnaval em São Paulo e quiser fazer um passeio cultural, uma dica é a exposição “A História do Rádio ao Som das Marchinhas de Carnaval”, que acontece até o dia 9 de março, quarta-feira, na Praça de Eventos do Shopping SP Market. O evento conta com 50 rádios e vitrolas originais de várias épocas, com destaque para o Gramophone, fabricado em 1912 e famoso por ter popularizado as cantoras nas décadas de 30 e 40. O rádio Westinghouse “Refrigerator” também está no Shopping SP Market. Seu design, que lembra uma típica geladeira, rendeu ao modelo o simpático apelido de “Little Jewel”, ou “Pequena Jóia”. Além disso, a exposição vai apresentar as famosas marchinhas de carnaval, surgidas no final do século XIX e que se popularizaram a partir da década 1930 e 1940 graças à “Era de Ouro do Rádio”. Na ocasião, o público vai poder ouvir clássicos como “Ô Abre Alas” (Chiquinha Gonzaga), “Pierrô Apaixonado” (Noel Rosa e Heitor dos Prazeres), “Taí” (Joubert de Carvalho, popularizada na voz de Carmem Miranda), “Aurora” (Roberto Ribeli e Mário Lago), entre outras.” (Fonte: AdNews) A ideia é excelente e poderia ser repetida em Floripa incluindo não sós as marchinhas, mas também os outros compositores dos anos 50 e 60, além da publicidade e, quem sabe, trechos de rádionovelas, programas de auditório e outros.
Categorias:

Por Emílio Cerri

Radialista, jornalista e publicitário. Âncora em rádio e telejornalismo em emissoras de Santa Catarina e Brasília. Como publicitário trabalhou em agências e empresas de Florianópolis, São Paulo, Rio e Brasília. É consultor de comunicação de marketing. Edita vários blogs (inclusive Caros Ouvintes). Palestrante internacional.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *