A Rádio Guairacá marcou muito a minha vida de criança

O leitor e colaborador do Instituto Caros Ouvintes, Domingos Alfredo Loss é um apaixonado pelo rádio em ondas curtas, com a vantagem de que sendo profissional da área domina o assunto também do ponto de vista técnico. Dessa vez ele escreveu comentando o artigo do Jamur Júnior sobre a história da Rádio Guaicaracá de Curitiba, a Voz Nativa dos Pinheirais. Mas, como ele também faz uma sugestão de pauta resolvemos puxar o comentário dele para a primeira página do site, na esperança de que mais colaboradores nos ajudem escrevendo o que sabem da história das emissoras de suas cidades ou regiões. Para o envio de matérias ou sugestões de pauta clique em Contato na página inicial do site. Agora vamos ao comentário do Domingos Alfredo Loss (*).

Quando leio alguma coisa sobre a extinta Rádio Guairacá de Curitiba, interesso-me em entrar na roda dos cronistas para dizer que essa emissora marcou muito minha vida de criança, pois, lá no Município de Santa Teresa, nesse meu Estado do Espírito Santo, num receptor RCA Victor (pequeno de cabeceira, que até hoje tenho como uma das relíquias) sintonizava a ZYM-5 Rádio Guairacá de Curitiba “A Voz Nativa da Terra dos Pinheirais”, em Ondas Curtas, faixa de 19 metros (não lembro a frequência se era 15115 kHz).

Sei que em 15105 kHz era a ZYZ-32 (Emissora Fechada) Rádio Rural Brasileira do Rio (emissora do Ministério da Agricultura); em 15125 kHz a ZYN-32 Rádio Sociedade da Bahia-Salvador; em 15145 kHz a ZYK-33 Rádio Jornal do Commércio do Recife (Pernambuco falando para o Mundo); em 15155 kHz a ZYB-9 (Emissora Fechada) Rádio Difusora de São Paulo; em 15165 kHz a ZYN-7 Ceará Rádio Clube de Fortaleza; em 15190 kHz (continua até hoje – ainda hoje à tarde estava sintonizando) a PRK-9 Rádio Inconfidência Mineira de Belo Horizonte; em 15215 kHz a Rádio Timbira do Maranhão (não recordo o prefixo, parece que era ZYF não sei o número – nos meus arquivos tenho); em 15225 kHz a ZYN-30 Rádio Cultura da Bahia-Salvador; em 15245 kHz a Rádio Marajoara de Belém (nunca consegui o prefixo); em 15325 kHz a ZYR-228 (hoje inoperante) Rádio Gazeta de São Paulo; em 15335 kHz a ZYU-68 Rádio Sociedade Farroupilha de Porto Alegre; em 15370 kHz a ZYC-9 Rádio Tupi (Tamoio) do Rio de Janeiro e em 15415 kHz a ZYR-206 (emissora inoperante) Rádio Clube de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo. Quero lembrar que na faixa dos 19 metros, hoje só temos a Rádio Inconfidência Mineira de Belo Horizonte em operação!

Gostaria de sugerir ao Instituto Caros Ouvintes que procurasse em alguns arquivos antigos e publicasse sempre um histórico, de uma Emissora de Rádio, seus antigos nomes, prefixos e frequências; acho isso muito interessante!

Continuo a defender insistentemente junto ao Ministério das Comunicações a volta das Ondas Curtas, em todas as faixas, para emissoras de todas as Capitais de Estado do Brasil!

(*) Técnico de Telecomunicações, Aposentado. Radioamador – Prefixo: PP 1 ACA – Classe B. Colatina – Estado do Espírito Santo.

Categorias: , Tags: , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *