Aldo Silva, ou simplesmente Mané do Riachão

Contradição, incoerência, desacordo? Para quem conheceu o radialista Aldo Silva nos áureos tempos da Rádio Diário da Manhã, nas décadas de 1950 e 1960, criador e criatura sempre andaram juntos. Mas, para quem conhece Aldo Silva pelo pouco que existe publicado de sua carreira profissional, poderá ficar surpreso. Conversei com o acadêmico de jornalismo Rubens Neri Portella Filho, neto do Aldo, que no trabalho de conclusão de curso fala um pouco da carreira e deixa antever o quão pouco conhecemos do lírico, do poeta, do caboclo que na verdade sempre foi o Aldo Silva.

Categorias: , Tags: ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *