Alunos de jornalismo passam pela experiência de entrevistar uma ex-garota de programa

No dia 29 de maio os alunos da terceira fase matutina do Curso Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá abordaram um tema diferente dentro do programa de entrevistas Estação Estácio: decidiram sabatinar uma ex-profissional do sexo, Vanessa de Oliveira, que está lançando o seu segundo livro, “os 100 segredos de uma garota de programa”, pela Matrix Editora.
Por Ricardo Medeiros

Há alguns anos, em terras gaúchas (Santa Maria) ela pegou a filha pequena e foi para a BR 101 em busca de uma carona. Queria mudar de vida e escolheu para tal fim o estado de Santa Catarina. Pela região de Balneário Camboriú entrou no ramo imobiliário e depois aceitou o convite de uma amiga para trabalhar em uma boate em Jaraguá do Sul. Aos poucos foi descobrindo que seria interessante tirar algumas fotos e espalhá-las pelos hotéis oferecendo seus dotes. O outro passo foi oferecer os seus préstimos pelos jornais. A idéia rendeu bons dividendos.

Num certo período Vanessa de Oliveira caiu em depressão por ser uma “mulher da vida”. Trabalhando em Jaraguá do Sul vinha periodicamente a Balneário Camboriú para ver a filha e também freqüentar sessões de terapia com uma psicóloga. Para ajudar no tratamento, relatava no papel seus casos com os clientes. Dos manuscritos surgiu o primeiro livro dela, o “Diário de Marise”, codinome de Vanessa de Oliveira. Ela quer continuar escrevendo. “Tenho a ambição de me tornar uma escritora, de me dedicar às letras”.


A entrevistada do Estação Estácio, Vanessa de Oliveira (E), com a
apresentadora Ana Paula Amorim Gonçalves (D).

Em breve deve ser rodado um filme sobre a vida da ex-garota de programa. “Acho que vai ser na linha pornográfica, pois não apareceu nenhuma proposta diferente”. Vanessa de Oliveira diz ainda que não tem vergonha de assumir: “eu gosto de dinheiro e muito, por isso vou aceitar a proposta que me foi feita por um empresário que já lançou Gretchen e Rita Cadillac”.


Aluna Sílvia Lavigne (E) com Vanessa de Oliveira (D).

Para a ex-profissional do sexo as garotas entram na prostituição por quatro motivos. Um deles é referente à necessidade financeira, aonde se encaixam 90% das mulheres. Mas existem jovens que querem chocar a sociedade, informa Vanessa de Oliveira, e outras que entram no mundo da prostituição por curiosidade. O quarto motivo para virar garota de programa seria o gosto pela profissão. “Eu entrei na profissão por necessidade financeira e na seqüência virou uma opção de trabalho par ganhar um bom dinheiro”.


Vanessa de Oliveira e o professor de radiojornalismo Ricardo Medeiros.

Vanessa de Oliveira tem 32 anos e a filha dela 12 anos. Perguntada qual a reação se a filha quisesse ser garota de programa, a mãe responde que respeitaria a opção da menina. Entre um cliente e outro Vanessa de Oliveira formou-se em enfermagem. “Sempre fui uma boa aluna. Levava a sério a minha faculdade”.


Turma da terceira fase de Jornalismo matutino da Estácio de Sá
com a entrevistada Vanessa de Oliveira.

A entrevista completa de Vanessa de Oliveira, concedida aos alunos de jornalismo,  pode ser acompanhada na rádio on-line da Faculdade Estácio de Sá: www.antenaestacio.com.br, ou no site Caros Ouvintes: www.carosouvintes.org.br. A página na internet da a ex-profissional do sexo é: www.vanessadeoliveira.net.


Grupo de produção do programa Estação Estácio do dia 29 de maio.  Da esquerda
para direita; Silvia Lavigne, Renata Cavalheiro, Nathalia Navarro,
Ana Carolina Bossle e Ana Paula Amorim Gonçalves. Atrás estão Iuri Vieira e
Diego de Oliveira. No meio está Vanessa de Oliveira (de preto).

Categorias: Tags: , , ,

Por Ricardo Medeiros

Doutor em Rádio pelo Departamento de História da Université du Maine (Le Mans, França). Radialista, jornalista, escritor e professor de rádio do curso de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Santa Catarina e assessor de imprensa da Prefeitura de Florianópolis. É um dos fundadores do Instituto Caros Ouvintes.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *