Aniversário de 20 anos do filme cubano ‘Morango e Chocolate’

Um dos filmes mais importantes e aclamados do cinema latino-americano, ‘Morango e Chocolate’ comemora em 2013 seu 20º aniversário.

[ Por Wendell de Oliveira Albino ]

David e Diego

David e Diego

Laureado com diversos prêmios ao redor do mundo, entre eles cinco Kikitos no Festival de Gramado, incluindo os prêmios de melhor filme e ator (dividido entre os protagonistas, Jorge Perugorría e Vladimir Cruz), Urso de Prata de Prêmio Especial do Júri e Melhor Filme no Festival de Berlim de 1994; e Goya de Melhor Filme Estrangeiro em Língua Espanhola.
O filme cubano, baseado no conto “O Lobo, o Bosque e o Homem Novo”, do roteirista Senal Paz, nos transporta à Havana de 1979, apresentando com grande maestria Cuba em toda sua plenitude, regada por contradições em sua realidade política, econômica, social e cultural.
É através da câmera detalhista dos diretores Tomás Gutierrez e Juan Carlos Tabio, que acompanhamos o desenrolar dos caminhos entrelaçados entre dois personagens antagônicos: David (Vladimir Cruz), um jovem universitário que acredita nos ideais da Revolução Cubana, e Diego (Jorge Perugorría), um artista plástico culto que luta contra o preconceito sofrido pelos homossexuais e exige o direito da liberdade de expressão diante de um governo autoritário. Primeiramente a aproximação de ambos os personagens se dá de forma tensa, porém aos poucos a admiração toma conta da relação entre os dois, consequentemente se estabelece uma forte amizade e de certo modo tem-se também uma relação que parece paterna, já que Diego introduz David ao universo da literatura e das artes plásticas. E é justamente a experiência cultural de Diego que despertará o fascínio em David, fazendo com que ambas as personalidades descubram a afinidade em relação ao gosto pelas letras. David sonha em ser escritor, mas não conhece ninguém ao seu redor que possa ajudá-lo a desenvolver e refletir sobre o livro que está produzindo, é então que Diego disponibiliza-se a ajudá-lo no entendimento do universo literário, desenvolvendo as habilidades da escrita de David.
O filme relata com rara beleza a construção da amizade entre Diego e David, sem esquecer em momento algum a época de medo em que se vivia, ou seja, repleta de angústias e incertezas perante o regime de Fidel Castro. Acompanhamos com tensão os efeitos devastadores provocados por um governo autoritário e sentimos de forma impactante o preço que a amizade entre os personagens paga diante desse triste cenário histórico.
‘Morango e Chocolate’ é uma história forte e poética, dotada por uma sensibilidade ímpar, sem em momento algum pender para o melodrama, desse modo, se o telespectador não consegue conter as lágrimas ao final da película é devido acima de tudo ao lirismo que essa obra tão humanista e expressiva emana. Portanto, aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de assistir ao filme, vale mais do que nunca conferir e contemplar essa obra-prima do cinema cubano. xa

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *