Aprendendo com os cachorros

Os cães têm uma audição diferente de nós, humanos. Eles ouvem sons que nós não conseguimos ouvir.
Inclusive existem no mercado apitos que são muito usados por caçadores preocupados em comandar seus cães a longas distâncias sem ter que gritar para não assustar a caça.

Pastores também costumam trabalhar com uma série de assovios e apitos para comandar ações de seus cães, já que os ouvidos deles são mais sensíveis às altas freqüências, e estas viajam a distâncias muito maiores do que os sons da voz humana.

Esses apitos especiais atingem freqüências que vão de 5.400 a 12.800 Hz, chegando a um cão que está até 3 quilômetros de distância. O som emitido é muito baixo para nossos ouvidos, mas os cachorros ficam extremamente interessados e chegam perto da pessoa que está utilizando-o.

Isso ocorre porque a audição do cão é mais complexa do que a nossa. Enquanto o homem escuta sons numa faixa de 20 a 20.000 Hz, os cães escutam numa faixa que vai de 18 a 40.000 Hz. Eles conseguem detectar sons numa distância quatro vezes maior do que nós conseguimos, e podem também mover suas orelhas, o que os ajuda a captar e localizar com maior precisão a fonte dos ruídos.

Se existem tipos de sons que a gente não ouve, será que treinando nossa mente e nossa audição podemos ouvir sons de uma maneira nova? O rádio faz parte do seu dia-a-dia, mas você nunca parou para pensar por que gosta tanto dele. Por que ele cativa milhões de pessoas há tantos anos? O que o rádio tem de tão fascinante? Seria o poder de imaginarmos o rádio na forma que quisermos? Não importa qual seja o seu motivo para gostar do rádio. O importante é que você tenha o seu.

E além de ouvir como os cachorros, procure também agir como eles. Trate as pessoas a sua volta com amor, não importa se ela é rica ou pobre, se ela está suja ou limpa. Um cachorro ama o dono de qualquer forma e está sempre disposto a ajudar. Não ligue para o que os outros falam, faça o que você acha que é o certo. Siga sua intuição.

Repare como um cachorro sempre traz alegria para uma família. Quando tudo vai mal, ninguém dá atenção a você, lá está seu fiel companheiro, lhe esperando chegar em casa para cumprimentar com uma lambida molhada. Já vimos quantas coisas um cachorro pode nos ensinar: quando alguém que você ama chega em casa, corra ao seu encontro; nunca perca uma oportunidade de ir passear; permita-se experimentar o ar fresco do vento no seu rosto; tire uma soneca ao meio do dia e se espreguice antes de levantar; não importa quantas vezes o outro o magoe, volte e faça as pazes novamente; corra, pule e brinque todos os dias e, o mais importante, seja sempre leal.

O cachorro, como o rádio, é uma fonte de emoção.

O autor é publicitário, especialista em Rádio e TV, autor do livro “Você Nunca Ouviu Nada Igual”. Blog: http://vocenuncaouviunadaigual.blogspot.com

2 respostas
  1. Teresinha Goetti de Moraes says:

    OLA WATSON,FIQUEI ENCANTADA COM O SEU LIVO!PARABENS..
    SOU ACADEMICA DE JORNALISMO DO 3 SEMESTRE,E MINHA EQUIPE FOI SORTEADA EM FAZER UM TRABALHO SOBRE RADIOS FM EM BLUMENAU,E ACREDITO QUE VC SERIA A PESSOA CERTA PARA REPRESENTAR NOSSA EQUIPE.GOSTARIA DE PODER ENTRAR EM CONTATO COM VC PARA UM POSSIVEL AGENDAMENTO DIA 17 DE JUNHO.ASSUNTO:NECESSIDADE OU {NAO}DE SE PRODUZIR UM RADIO fM LOCAL”‘A CONVIVENCIA ENTRE OS ASSUNTOS LOCAIS E OS GLOBAIS NAS EMISSORAS EM REDE”
    MUITO OBRIGADA.CONTO COM SUA RESPOSTA..

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *