Arthur Clarke

Rádio CBN Brasil | MUNDO DIGITAL, com Ethevaldo Siqueira
Nonato – Ethevaldo, qual é a grande personagem da história das comunicações que você gostaria de relembrar hoje?
Ethevaldo – É Arthur Clarke, o grande escritor, cientista, cineasta e futurólogo, que morreu há exatos cinco anos, no dia 19 de março de 2008. Entrevistei-o em 1979 e mais duas vezes ao longo dos anos 1980 e 1990. Era uma personalidade fascinante.

Nonato – Qual foi a maior contribuição de Arthur Clarke no campo das comunicações?
Ethevaldo – Foi a ideia de um sistema mundial de telecomunicações via satélite, Nonato. Em outubro de 1945, ele publicou um artigo visionário e profético na revista inglesa Wireless World, propondo um sistema global de telecomunicações formado por três satélites geoestacionários, localizados a 36 mil quilômetros de altura no plano do equador. Era a antecipação da comunicação mundial via satélite e, em especial, do Intelsat, primeiro sistema global desse tipo, que começou a operar em abril de 1965, ou seja, 20 anos após o artigo que parecia ser apenas ficção. Hoje, o mundo conta com mais de 200 satélites geoestacionários de telecomunicações, de pesquisa científica, meteorológicos e militares. Durante a Segunda Guerra Mundial, Clarke foi um dos pioneiros do desenvolvimento do radar. Sua grande paixão eram as telecomunicações.

Nonato – Além disso, Arthur Clarke escreveu muitos livros de ficção científica, não?
Ethevaldo – Sim, Nonato. Ele escreveu mais de uma centena de livros, tanto de ficção quanto científicos. Seu livro mais conhecido transformou-se no roteiro do filme 2001 – Odisseia no Espaço, filme dirigido por Stanley Kubrick.

Nonato – E qual é o livro de Arthur Clarke que mais lhe agradou?
Ethevaldo – Para mim, o livro mais interessante de Arthur Clarke resultou de um ano de conversas de Clarke com dois jornalistas. Dessas entrevistas nasceu o livro Mundo Misterioso, publicado no Brasil pela Editora Francisco Alves, aliás muito oportuno nestes tempos de meteoros.

Nonato – E qual é o tema desse livro?
Ethevaldo – O livro Mundo Misterioso contém cerca de 20 histórias de fatos ainda não explicados pela ciência ou cercados de mistério, como a queda de um meteoro de mais de 100 toneladas em 1908 em Tunguska, na Sibéria. Arthur Clarke pesquisou o fato e esclareceu diversos pontos. O impacto do meteoro equivaleu à explosão de centenas de bombas atômicas e arrasou uma área superior a 2 mil quilômetros quadrados de floresta ao norte do Lago Baikal. Os fragmentos do meteoro deixaram diversas crateras, a maior delas com 150 metros de profundidade.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *