As FMs dos anos 2000

O sétimo e último capítulo do livro Caros Ouvintes é reservado para traçar um perfil das estações em freqüência modulada existentes atualmente na Grande Florianópolis.
Da redação

Pertencente à esta modalidade, a região contempla 8 emissoras, número idêntico às estações AMs. Destes canais em FM, 7 deles são  comerciais: Itapema, Antena 1, Jovem Pan, Band FM, Novo Tempo, Rádio 99.3 FM e Atlântida.

A única exceção fica por conta da Rádio UDESC, que é  uma emissora  educativa e não visa fins lucrativos.  Entre o total de estações, duas são vinculadas à igreja evangélica: a Novo Tempo e a Rádio 99.3 FM. Esta última emissora é a única que se localiza fora da cidade de Florianópolis, tendo como sede o município de São José.


Membros da band FM: o de vermelho é o Sid, o locutor que está de pé é o
Rubinho e a Déa de uniforme.

Pelo que se pode notar, duas emissoras em freqüência modulada dedicam sua programação exclusivamente para os jovens : a Atlântida e a Jovem Pan. Por outro lado, existem duas estações que privilegiam somente o público adulto. Neste caso estão a Itapema, Antena 1 e Rádio Educativa UDESC. Porém, existem canais que tentam captar a atenção de todos os públicos, ou seja, de jovens e de adultos. Nesta situação se encontram a Band FM e as rádios religiosas Novo Tempo e 99.3 FM.

Se fizermos uma análise por camada social, verificamos que existem muitas mais  emissoras direcionadas para as classes A e B que para a camada popular. Quem tenta atrair para o seu dial a  elite da Grande Florianópolis são as rádios Itapema, Antena 1, Atlântida, Rádio Educativa UDESC e Jovem Pan. Em se tratando de camada popular, a mais voltada para este setor da sociedade é a Band FM. Há igualmente duas emissoras que buscam atingir todas as classes sociais : a Novo Tempo e a 99.3 FM.


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *