Band FM, um fenômeno popular

Há sete anos no ar, na freqüência 96.1 FM, a rádio é líder de audiência com share de 35% a 40% durante 24 horas, atingindo as classes B, C, D e E.
Por Janaina Hoffman*“O ouvinte é nosso cliente e é ele quem determina o que devemos ou não colocar no ar. É para ele que fazemos a rádio”, justifica o diretor de programação e marketing da Band FM da grande Florianópolis, Herivelto Gelli. E foi justamente num processo dinâmico de evolução da antiga rádio Barriga Verde FM e para atender os interesses do público ouvinte que surgiu em 6 de maio de 1997, na freqüência 96.1 e com 10kwa de potência, a Band FM. “A rádio se destacou preenchendo uma lacuna e tornando-se, em pouquíssimo tempo, um fenômeno popular”, completa.

Dirigida para um público altamente consumidor, a emissora tem hoje transmissão 100% musical, 24 horas ao vivo, por dia, entre programações via satélite e seis horas diárias local. Desde então, há sete anos no ar, a Band FM é líder de audiência, com share de 30 a 40%, durante 24 horas, atingindo ouvintes das classes B, C, D e E.

Além da roupagem diferenciada no que toca, com perfil musical que passa pelo pagode, sertanejo, axé e trilhas internacionais de novela, a rádio ainda aposta em estratégias comerciais dos break’s e promoções especiais para atingir tanto quem está do outro lado ouvindo quanto os anunciantes.

Nos espaços comerciais com duração média de três minutos entram no ar as mensagens dos patrocinadores. Segundo Gelli são estes break’s que garantem a sustentação ou manutenção da rádio. A comercialização destes espaços é feita de várias formas: spot’s, pautas, testemunhais e flashes promocionais onde os locutores interagem ao vivo com os clientes anunciantes. “Vamos para as ruas falar direto das lojas, clubes e praias”, explica.

O grupo Globo Veículos de Florianópolis há seis anos decidiu apostar na mídia publicitária da Band FM. A intenção quando a empresa optou pelo veículo foi o de popularizar a imagem com o objetivo de tornar a concessionária mais conhecida no mercado, e isso, por meio da audiência atingida pela rádio. Para o gerente de marketing da Globo Veículos, Felício Silveira, a Band FM tem um diferencial muito forte que é a relação com o público. Além de atingir todas as classes sociais, a rádio tem um público de ouvintes fiel. “O resultado do investimento sentimos na prática com maior fluxo na loja que gerou conseqüentemente, o aumento nas vendas”, comenta.

Para o proprietário da Mário Joalheiros, Mário Schappo, anunciante desde a criação da Band FM, a identificação com a programação da rádio foi o que motivou o interesse comercial. “Me coloco no lugar dos meus clientes”, enfatiza. Há anos que o empresário do ramo de jóias investe na publicidade. Satisfeito com o retorno obtido, Schappo conta que já participou inclusive de promoções especiais promovidas pela rádio, como patrocinador de três edições do evento Gata Band (ver Box).

E são estas promoções – outro valor agregado do veículo – que firmam ainda mais o propósito inicial da criação da rádio, onde a popularidade está associada à audiência. A interatividade, o corpo a corpo das ações promocionais quase que diárias, como o Pedágio, a Lavadinha, e os Point’s (ver Box) colaboram para firmar a marca Band como a “rádio do coração da Grande Florianópolis” sempre associada a um produto novo que precisa de exposição. “Com uma área de cobertura num raio de 100 quilômetros, o público delira a cada novidade”, declara Gelli. Brincadeiras, games e eventos especiais que premiam no ar os ouvintes fazem parte de uma estratégia de marketing da rádio para fidelizar os clientes. “Não existe um veículo tão abrangente, instantâneo e, tão barato para se anunciar, quanto o rádio”, afirma.

Líder em audiência, a Band FM conquista ouvintes pela simpatia dos locutores

    

Seja no trabalho ou em casa é na Band FM que a auxiliar de serviços gerais Sônia Regina de Faria, de São José, está sintonizada todos os dias. Além da programação musical, que considera muito diversificada, outra preferência de Sônia pela rádio está na simpatia dos locutores. “A gente vai onde o artista está”, justifica. As constantes promoções que sorteiam cd’s, camisetas, adesivos entre outros brindes são um atrativo a mais para Sônia. “Estou sempre participando interativamente”, comentou.

Há dois anos e meio de volta à Grande Florianópolis, o comerciante Aloísio Felhorst Filho, de Palhoça, não muda de estação. “A Band tem o estilo que eu gosto, aquele bem brasileiro”, diz. Recentemente em uma das participações ao vivo numa promoção feita pela rádio, ele ligou e acabou sendo sorteado. “Quando fui buscar os prêmios tive a oportunidade de conhecer a Band e quem faz a rádio”, festejou.

A agente de saúde Ana Rita da Cruz, da Ilha, diz que é bastante eclética e é por isso que não troca a Band FM por outra rádio. Gosta de ouvir do pagode a música lenta, romântica. Ouvinte há tempo da Band FM, ela já fez com que a rádio fosse até porta voz das suas emoções. Sônia conta que quando o marido trabalhava como caminhoneiro, ela aproveitava para ligar para a Band para mandar aquele “beijo cheio de saudades”. “Não só ele ouvia o recado, como nossos amigos também e depois brincavam com a gente”, lembra Sônia.

Atividades Promocionais

PEDÁGIO – A equipe da Band FM, durante quatro horas, aborda veículos e pedestres que circulam próximo do local do evento (escolhido pelo cliente anunciante) e são realizadas brincadeiras, sorteios de brindes.

LAVADINHA – Também durante quatro horas se monta um circo promocional geralmente em postos de combustíveis onde ao vivo a equipe da Band convida os ouvintes para dar uma ducha grátis, além de divulgar produtos e promoções do cliente, e fazer sorteios e brincadeiras.

POINT – Assim como o Pedágio e a Lavadinha, mas acontece em proporção menor

QG – Promoção com o mesmo objetivo que o pedágio mas com maior dimensão, pois envolve mais pessoas, a mídia é maior e dispõe de sonorização no ambiente onde é realizado o evento

Barriga Verde FM foi o início de tudo

Apesar de oficialmente estar no ar desde o final da década de 70, a Rádio Barriga Verde FM  hoje conhecida popularmente como BAND FM só começou a conquistar a população da região da Grande Florianópolis, a partir do dia 17 de julho de 1981. Foi depois desta data que em caráter experimental, com 1kwa de potência e na freqüência modulada 95.3, que a rádio despertou a atenção dos ouvintes. “Nesta época estava trabalhando na montagem da TV Planalto – hoje Rede TV Sul – e na reformulação da programação da Rádio Clube e Cacimba FM de Lages (a atual Transamérica Hits), de malas prontas para retornar para São Paulo”, recorda o diretor de programação e marketing da BAND FM, Herivelto Gelli. Foi quando então, convidado pelo empresário Saul Brandalise Júnior, Gelli decidiu vir para Capital catarinense para promover o processo de instalação da TV e Rádio Barriga Verde.
 
Para dar início ao projeto da rádio o que se tinha em mente estava ligado principalmente à programação musical.
Buscava-se um diferencial para atingir o público A e B, adulto contemporâneo, tendo como foco central o entretenimento e a informação. “De tal forma entramos no ar em definitivo e com proposta nova no dia 19 de agosto de 1981”, lembra Gelli. Com o slogan “Músicas para cabeças e corações”, totalmente comercializada e programação gravada, a então Barriga Verde FM ousou quando montou um departamento de radiojornalismo  no mesmo ano da sua fundação. Na época a rádio era a primeira do Brasil na categoria FM a dispor de um espaço para a informação jornalística. O noticiário de uma hora era transmitido ao Vivo, das 7h às 8h, e contava ainda com boletins veiculados a cada hora do dia. Para Gelli, a iniciativa da rádio quebrou paradigmas e transformou os hábitos e costumes dos florianopolitanos. Marcílio Krieger, Sônia Bride, Julio Bencke, Fenelon Damiani, Rosângela dos Santos e Antunes Severo foram alguns dos grandes comunicadores e formadores de opinião que passaram pela empresa.

A preocupação em ter uma programação diferenciada foi o que fez com que a Barriga Verde FM conquistasse não só o espaço na mídia catarinense, mas também tivesse o reconhecimento inclusive nacional. Na década de 80 a rádio ganhou premiações como o “Troféu Marconi”, no Rio de Janeiro e “Melhor Custo Benefício” no segmento executivos e empresários, concedido pela Associação de Agências de Publicidade do Brasil, entregue em São Paulo. Segundo o diretor de Programação e Marketing da Band FM, o arrojo e a inovação da Band foram motivos ainda para teses de mestrado e doutorado em Radiojornalismo em Santa Catarina.
________________________
Por Janaina Hoffman*
Revista da ACP – Edição nº 8

3 respostas
  1. vilma kelly ferreira soares says:

    Olá por favor podem me enviar endereço da rádio preciso retirar um premio obrigado

  2. Isa Negrelli says:

    Gostaria de me comunicar com Heriveto Gelli , a quem conhecê-lo , de o recado por favor obrigadao ..

  3. neto says:

    gostaria de saber quem foi o sorteado no pedagio de hoje,,,da av.do anastacio /pq são domingos, pois passei por lá,,,obrigado?aguardo:::

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *