Boa noite, seu Luna

A TV Paranaense funcionou durante alguns anos num barracão da rua Emiliano Perneta, no centro de Curitiba. Era um estúdio improvisado. Logo na entrada havia uma escada que levava a um mezanino onde  se localizava a área operacional. O resto era um espaço livre que mais tarde virou estacionamento de carro. Naquele grande espaço eram montados os cenários dos programas. Bem no fundo ficava o painel (cenário) do telejornal apresentado pelo  excelente profissional e figura humana, Tonio Luna. A porta da frente do barracão permanecia sempre aberta e entrava quem queria.  Tonio Luna apresentava o programa Tele Manchetes Moveis Cimo, bem no início da noite. Numa noite de temperatura agradável, Tonio começou o programa apresentando as manchetes do dia, quando um cidadão entrou e foi caminhando em sua direção. Havia poucos funcionários no local. O visitante passou por todos e chegou na frente do apresentador. Desviou da câmera, esticou o braço e com grande naturalidade cumprimentou; “Boa noite, seu Luna”. Tonio apertou a mão do visitante e respondeu com a mesma naturalidade e total tranquilidade (no ar); Boa noite. Virou para a câmera e continuou  a ler as noticias do dia.

1 responder
  1. Tonio Luna says:

    Lembro-me bem desta história do meu pai e da amizade dele com o Jamur Júnior.

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *