Bons companheiros, bons amigos

João Décio Machado Pacheco*

João D M Pacheco. Imagem V Gnecco 2011

Prezado Roberto. Vamos propagar com muito orgulho, esta data que assinala o registro histórico da comunicação, surgida em nossa terra, com a marca do profissionalismo. Nós catarinenses competentes no ramo, realizávamos verdadeiros feitos mirabolantes na área da comunicação. Rádio, jornal e até publicidade; sem referência ao peso profissional. Surge nesse cenário promissor a figura que estava faltando, para ao lado de Rozendo Lima, dar o pontapé inicial à era da profissionalização dos veículos e dos homens da Comunicação de Santa Catarina. Era ele – Antunes Severo.

Tinha início então a nova e decisiva etapa, que, como num passe de mágica haveria, como de fato ocorreu, de dar novos rumos a área da comunicação, na qual com muita honra e orgulho fui um integrante ativo e participativo, não só na AS Propague, mas ao lado do companheiro Uniri Silvério, como sócio de Antunes e Rozendo, naquele que foi o estúdio de áudio – da Propague – Padrão Produções Sonoras. E para sacramentar e perpetuar tanto sucesso, surge o empresário Roberto Costa, que com sua competência e visão no futuro do ramo, chegou para evitar que a AS Propague acabasse fazendo parte do folclore da “Terra do-já-teve”.

Toda essa gente boa tem motivos de sobra para comemorar este evento sem esquecer os outros que não estão sendo citados e aqueles que inclusive não estão entre nós, mas foram igualmente importantes. Que honra abraçá-los e chamá-los de meus amigos para sempre.

*João Décio Machado Pacheco, um dos pioneiros da comunicação em Santa Catarina iniciou no rádio como locutor, redator e produtor, transferindo-se posteriormente para a publicidade como profissional de criação e também atuou como diretor comercial da Rádio e TV Cultura de Florianópolis. Criador da Agência Genius de Publicidade. Foto Revista O Rádio Catarinense, 1957.
2 respostas
  1. Lili Marlene M. Pacheco says:

    Meu pai, amor mais que incondicional pois o conheço em seu interior… profissional competente, irreverente no seu estilo de ser e de criar. Auto crítico e íntegro nas atitudes. Não segue regras impostas pela sociedade, nem vive para agradar aos outros mas respeita quem assim o faz… tem uma filosofia de vida invejável, pois com todas as intempéries, soube contornar a tudo habilmente como só um grande mestre e sábio o faria.
    Antunes você e o pai tem uma sintonia e uma admiração como se fossem irmãos. Super evoluídos e desprovidos de qualquer interesse particular justamente por terem consciência da própria competência. Enfim agradeço aqui o reconhecimento e retribuo a homenagem, pois a recíproca é verdadeira.

  2. Lili Marlene M. Pacheco says:

    Osmar, gostaria de agradecer por sua publicação aqui em Caros Ouvintes pois da mesma forma que você admira meu pai ele também muito o admira. Conversando com o pai, ele me observou um fato que eu desconhecia: ” que você é um expoente do ramo da comunicação, um profissional versátil que transitou neste ramo desde locutor com um ingrediente nato que é o tremendo vozeirão, até o talento que o levou a todos os degraus da fama, pontificando com a função de diretor do setor de jornalismo da Assembléia Legislativa de Santa Catarina, oportunidade em que teve muita honra em ser seu Assessor Direto”.
    Grande abraço

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *