Brasileiro recebe Prêmio Herois da Floresta na sede da ONU

Paulo Adário foi escolhido pela contribuição à conservação da floresta e da proteção das comunidades locais; entrega ocorreu nesta quinta-feira, em Nova York; casal de extrativistas assassinado também foi homenageado.

MÍDIA | Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York

Paulo Adário

Um ambientalista brasileiro recebeu, nesta quinta-feira em Nova York, o Prêmio Herois da Floresta. A cerimônia de entrega, na sede da ONU, marca o encerramento do Ano Internacional das Florestas. Paulo Adário, diretor do Greenpeace, foi o escolhido na América Latina, para o prêmio concedido por regiões. Ativistas do meio ambiente da África, da Europa, da Ásia e dos Estados Unidos também estão sendo agraciados. Paulo Adario lidera uma equipe de pesquisa e investigação sobre o trabalho da indústria madeireira na Floresta Amazônica. Ele é um dos defensores do programa de “desmatamento zero”. Além de Paulo Adário receberam o Prêmio Herois da Floresta os ativistas Paul Nzegha Mzeka, do Camarões; Shigeatsu Hatakeyama, do Japão; Anatoly Lebedev, da Rússia, Rhiannon Tomtishen e Madison Vorva dos Estados Unidos. Mais dois brasileiros foram homenageados na cerimônia, o casal de extrativistas José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo. Eles foram assassinados no Pará, no ano passado, após receberem ameaças de morte por causa do trabalho de proteção da floresta que faziam no estado. Mais de 25% da população mundial dependem da floresta para sobreviver.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *