“Bully”, um documentário mais que necessário

“Bully”, documentário do diretor norte-americano Lee Hirsch, é de uma crueza que assusta, mas por isso mesmo, é perfeito.

cartaz-bullyingUm dos temas mais complexos da atualidade, o bullying nas instituições educacionais, cuja violência muitas vezes toma uma proporção inimaginável, produzindo inclusive vítimas fatais.

É com precisão cirúrgica que o documentarista escolhe seus casos para acompanhar, que se desenrola ao longo de um ano. Todas as histórias são chocantes, e quem passou por isso em sua vida, é impossível não se emocionar com o projeto de Hirsch. Em alguns dos casos, as vítimas tiraram sua própria vida, devido tanto sofrimento. Inclusive, é interessante que o documentarista aborda que muitas vezes o bullying não se restringe somente a ataques físicos, mas também psicológico.

O projeto toma cuidado para não focar somente a acompanhar os casos, mas também aborda o debate sobre o tema nos quatro cantos dos EUA, envolvendo pais, estudantes, educadores e policiais. Alguns dos pais das vítimas, fazem um trabalho importante de palestras e abrem a discussão em escolas sobre o tema. Têm-se, acima de tudo, um movimento de resistência contra essa violência que infelizmente não ganha tanta atenção, que inúmeras vezes não é tratada seriamente, e ao acompanhar alguns dos casos, isso fica evidente. Na verdade, em algumas situações do documentário é impossível não ficar atônito tamanha displicência com que os abusos são tratados por parte das escolas e das autoridades policiais. O projeto de Hirsch é mais do que necessário de ser assistido, merecendo inclusive ser discutido em escolas e faculdades, objetivando criar uma corrente de solidariedade para com as vítimas e conscientizar os agressores para que cessem com o bullying. É só através da discussão do tema, que esse problema terá um fim.

Não deixe de conferir o documentário de Lee Hirsch:

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *