Café Otto “torrido, moado e empacotido” totalmente sem contato manual

Souza Miranda numa transmissão da boate Plaza, já mais pra-lá-do-que-pra-cá, pelas duas da madrugada, balbucia ao microfone da Diário da Manhã: Café Otto “tórrido, moado e empacotido” totalmente sem contato manual.Alô, alô! Legal garoto! Vamos tocando o barco. Com relação ao pinto mole é mesmo genial. Gravei entrevista com o Souza Miranda – que foi o primeiro locutor da Rádio Diário da Manhã, em 1955 e que continua na ativa como locutor da Rádio Gazeta (ex-Jornal A Verdade) até hoje. Foi uma hora de papo e de muitas gargalhadas. Ele trabalhou também na Jornal A Verdade, Anita Garibaldi, Santa Catarina e Guarujá. Tem histórias de montões. Ele é o pai do Claudionir Miranda que você deve conhecer e que hoje é um dos mais conhecidos comentaristas e narrador esportivo da Capital. Mais detalhes em nossa próxima edição. BjSvr
 
PS –Abaixo anotações que fiz fora da gravação. Acho que o Miranda não é só recordista em tempo de rádio, é também em número de emissoras.

Categorias: Tags:

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *