Caro Rozendo, suas obras continuam vicejando

Este é um recado muito particular, que guardo no peito e que hoje relembro por ser uma data especial: o nascimento de Rozendo Vasconcelos Lima.

Antunes Severo, Elizeth Cardoso, Rozendo Lima, Zininho, Neide Maria. Em pé, Aldo Gonzaga e Claudino Silva

Antunes Severo, Elizeth Cardoso, Rozendo Lima, Zininho, Neide Maria. Em pé, Aldo Gonzaga e Claudino Silva

Nos conhecemos como colegas na Rádio Diário da Manhã de Florianópolis. Ele repórter e locutor esportivo, eu locutor apresentador e produtor de programas. Ambos radioatores integrando o elenco de radioteatro da emissora. Nas horas vagas, o Rozendo fazia corretagem (vendendo anúncios) e eu me defendia escrevendo e gravando a publicidade em forma de spots e jingles. Por exemplo, o  programa Ponto de Encontro que eu produzia e apresentava era patrocinado pelas Casas Jody e das Noivas, clientes do Rozendo.

Assim nos tornamos parceiros na atividade que viria a se tornar uma agência de propaganda: Em sociedade – e tendo como garantia nosso salário – alugamos duas salas mobiliadas no prédio onde funcionava a agência sede do Banco do Estado de Santa Catarina. Ali nasceu a A.S. Propague que até hoje continua no mercado com o nome de Propague.

Rozendo, hoje, estaria completando 83 anos. E estaria sendo homenageado pelos seus “pupilos” dos esportes amadores, pelo seus colegas de rádio e, naturalmente, pelos publicitários que, com eu, o conheceram e muito aprenderam com ele. Parabéns, Caro. Obrigado pelo carinho. Saudades.

Leia matéria mais:

http://www.carosouvintes.org.br/os-sonhadores-%E2%80%93-rozendo-lima/

http://www.carosouvintes.org.br/um-%E2%80%9Ccaro%E2%80%9D-personagem-de-nossa-historia/

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *