Caros ouvintes

Se você pensa que é impossível transformar um sanduíche em sorrisos, está enganado. E eu explico por que. Mas antes eu vou apresentar a vocês a associação de voluntários da saúde do hospital infantil Joana de Gusmão, a AVOS. Essa instituição existe há trinta e cinco anos e desenvolve um trabalho social junto às crianças e adolescentes de todo o estado de Santa Catarina que vem até Florianópolis para tratamento contra o câncer e outras patologias.

Desde 1993 a AVOS atua em conjunto com o Instituto Ronald McDonald na realização da campanha Mcdia Feliz. Este ano, serão setenta e três projetos de cinquenta e nove instituições do Brasil beneficiadas com a venda de
Bigmac no dia vinte e sete de agosto.

Mas a AVOS vai um pouco mais além e lança a campanha Eu Quero um Mundo Melhor. Essa frase está estampada em camisetas e canecas junto com um desenho feito por um paciente que recebe tratamento contra o câncer no Hospital Infantil Joana de Gusmão.

Esses produtos são comercializados pela instituição para somar à venda de tiquetes de Bigmac que podem ser trocados dia vinte e sete nos restaurantes do McDonad das cidades de Florianópolis, São José, Itapema,Iitajaí, Blumenau, Balneário Camboriú e Tubarão.

Para se ter uma ideia, o Mcdia Feliz arrecadou em 2010, aproximadamente treze milhõe de reais, com a venda de um milhão e quatrocentos mil sanduíches.  E essa renda tem destino certo.

A AVOS está aplicando todo o dinheiro do Mcdia Feliz na construção de uma casa de apoio que vai se chamar Vovó Gertrudes, em homenagem à fundadora da associação.

A casa deverá ficar pronta até o primeiro trimestre de 2012, terá 22 apartamentos com banheiro, cozinha, lavanderia, sala de estar, brinquedoteca, capela ecumênica e vai receber pacientes em tratamento de quimioterapia e radioterapia de todo o estado.

Mas não é só isso. A AVOS recebe apoio da comunidade para dar assistência aos pacientes do Hospital Infantil. Todos os meses, na sede da AVOS, são recebidos diversos tipos de doações, como cestas básicas, roupas, calçados, material de higiene pessoal, brinquedos e livros.

Tudo isso é repassado pelas voluntárias aos pacientes e famílias que passam pelo hospital. São cerca de oito mil pacientes por ano. Para saber como é possível ajudar, basta entrar em contato com a AVOS. Acesse o site http://www.avos.org.br/ e saiba mais.

Comece conhecendo, depois decida qual a maneira mais fácil de ajudar.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *