Caros Ouvintes, seis anos no ar – O começo

Em 2004, quase um ano depois do lançamento do projeto Caros Ouvintes, a repórter e uma das primeiras colaboradoras do site, Gisele Machado entrevista Antunes Severo. A matéria foi originalmente publicada na edição do dia cinco de julho.

Apaixonado por rádio, na entrevista, ele conta como nasceu o projeto e sua importância para Florianópolis. Por Gisele Machado.

A comunicação tem tudo a ver com Antunes Severo. Radialista com passagem em várias emissoras do Brasil fixou-se em Florianópolis onde trabalhou nas rádios Diário da Manhã e Guarujá. Antunes Severo começou a trabalhar em rádio em 1948, em Rosário do Sul (RS), e desde então esse meio de comunicação é o objetivo do seu trabalho e da sua vida.

Atualmente, à frente do projeto CAROS OUVINTES, ele explica, nesta entrevista, como nasceu esta idéia e a importância desse projeto para Florianópolis.

GM – Como nasceu, qual o objetivo e o que pretende com esse projeto?

AS – O projeto CAROS OUVINTES nasceu da necessidade minha e do Ricardo Medeiros de recuperar a história do rádio em Florianópolis. Nós, em momentos diferentes, participamos dessa história e fomos generosamente recompensados. Neste projeto falamos do rádio como uma forma de tributo a esse singelo, mas muito poderoso instrumento de exercício de nossa cidadania. Pretendemos com o CAROS OUVINTES retomar a importância desse veículo de comunicação. Como conseqüência, esse projeto resultará em um livro com o tema Os 60 anos do rádio em Florianópolis.

GM – Qual a importância desse projeto para Florianópolis?

AS – O projeto representa a oportunidade de se destacar a importância desse meio de comunicação como instrumento da cultura local. Com o livro, abre-se a possibilidade de mais gente conhecer ou relembrar o significado dos primeiros sessenta anos do rádio em nossa Capital.

GM – Qual a data da iniciativa do projeto?

AS – Começamos a falar nisso em agosto de 2003. A proposta inicial foi do Ricardo em correspondência que mantemos regularmente pela Internet, pois ele está na França fazendo doutorado na área de rádio.

GM – O que é e qual a importância do CAROS OUVINTES para Antunes Severo?

AS – Acredito que possa falar por mim e pelo Ricardo. Nós nascemos e nos criamos ouvindo rádio. O rádio foi o nosso primeiro emprego, a nossa primeira profissão. Nós queremos propalar que o rádio é um bom caminho para se começar a vida, principalmente para quem tem poucos recursos financeiros. Nós começamos assim, sonhando, em seguida pensando no rádio como uma forma de sobrevivência, depois como uma oportunidade para estudar, constituir uma família, para sermos reconhecidos e agora, meu Deus do céu, para escrever um livro. Isso não é fantástico?

GM – Qual o objetivo da publicação da Newsletter?

AS – Essa comunicação semanal é vital para manter o contato com as pessoas que gostam ou têm alguma ligação com o rádio ou com alguém que esteve ligado ao rádio. Nós queremos mostrar o que estamos fazendo: os bastidores do projeto, o que estamos acertando, o que estamos errando, onde queremos chegar. Queremos tornar o projeto conhecido de outros públicos potencialmente interessados no assunto. Sinceramente, nós queremos provocar repercussão e simpatia pelo projeto, encontrar pessoas que fizeram e fazem parte da história do rádio, mas que nós desconhecemos ou ainda não conseguimos localizar. A Newsletter é publicada toda quinta-feira e para receber, basta se cadastrar através do site no link contatos ou enviar um e-mail para [email protected]

GM – O que o CAROS OUVINTES espera dos estudantes de comunicação com as palestras do projeto CAROS OUVINTES NA UNIVERSIDADE?

AS – Nós queremos demonstrar ao estudante universitário que existem causas defensáveis e que esta é uma delas. Nós nos estamos apresentando como uma opção para o caminho de vida do estudante de comunicação. Nós defendemos que só a participação do indivíduo, como pessoa, contribui para a evolução do ser humano. As organizações sociais estão exauridas, esgotadas na sua capacidade de regeneração. Esse projeto será divulgado, a partir do segundo semestre deste ano, começando em agosto, através de um ciclo de palestras ministradas nos principais cursos de comunicação de universidades catarinenses.
NR

O endereço de contato atualmente é [email protected]

O livro CAROS OUVINTES – Os 60 anos do rádio em Florianópolis foi lançado em junho de 2005 pela Editora Insular com o apoio da Associação Catarinense de Imprensa / Casa do Jornalista e do Governo do Estado de Santa Catarina.

Categorias: Tags: , , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

4 respostas
  1. Gisele says:

    Oi Antunes e a todos do Caros Ouvintes.

    Que delícia relembrar esta entrevista realizada com o meu “mestre” Antunes.
    Saudades imensa do projeto e dos encontros.
    Aprendi muito e sou grata pelo carinho do mestre.
    Beijos
    Gisele

  2. Pedro Washington de Almeida says:

    Gisele: parabéns pela entrevista com esse “mago” do Rádio (assim mesmo, com letra maiúscula), Antunes Severo. Nós que tivemos o privilégio de conhecê-lo quando trabalhamos em Rádio na Curitiba dos anos 50 (século passado) e depois de trablhar com ele em Itajai, somos testemunhas de sua competência e de seu entusiasmo por esse veículo que reputamos o mais importante para a interação com o povo (lamentavelmente pela sua apropriação pelos políticos, vulgarizado pelo númeo excessivo de concessões. Como o Caso Ouvintes em forma de livro não chegou por aqui – Curitiba – gostaria de saber como adquiri-lo. Um abraço saudoso nesse gaúcho que quando esteve aqui para ser entrevistado no projeto de reminiscências que o Luiz Renato Ribas está gravando, não pude comparecer por motivo de força maior. Só assim para ser privado de revê-lo. Pedro washington

  3. Antunes Severo says:

    Caro Pedro,
    como é bom te saber por perto e sempre amigo. Cada vez mais me fortalece a idéia de que o rádio, como em ocaisões anteriores,também sobreviverá aos desmandos que hoje nos atormentam a todos. Quanto ao livro, o amigo poderá adquirir pela internet na loja virtual da Insular: http://www.insular.com.br
    abraço grande e forte, companheiro de sonhos e realizações.

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *