Cartas à mão e rádios são fundamentais para a comunicação

BRASÍLIA – A relação entre a Radiobrás e o cidadão acontece de várias maneiras. Além do telefone e da internet, uma forma muito interessante está no setor de cartas. Parece inimaginável que atualmente pessoas escrevam cartas à mão, com todo o encanto do papel e ainda a fila nos Correios. Pois então, na região do extremo norte brasileiro a comunicação do povo se dá por meio das rádios. E as cartas são primordiais para aquele povo. As únicas emissoras com abrangência total na região são as da Radiobrás.
Por Ricardo Weg

Imagine que telefone também não existe em todos os lugares como tribos, regiões fronteiriças e garimpos. O serviço de comunicação por cartas é tão importante que, paralelo a Central do Ouvinte, onde os profissionais da Radiobrás recebem ligações telefônicas, existe um departamento só para isso.


Gabyherthagross da Radiobrás lê cerca de 1000 cartas por mês.

A empresa recebe cerca de mil delas por mês, escritas a mão, que chegam na central, em Brasília (DF). A funcionária responsável trabalha há 25 anos na empresa. De origem alemã, Gabyherthagross Einstoss (lê-se Gueibi Herta Gross Ainstoss), conta com orgulho da origem das cartas, “a maior parte que nós recebemos vêm da Amazônia Legal e algumas outras do resto do país, mas a maior parte é do Pará. São duzentas a trezentas cartas só de lá”. A maioria delas é respondida pelos programas da Rádio Nacional da Amazônia, da Radiobrás.
Correspondências amorosas são vetadas
Algumas das cartas são vetadas. O fato é que muitos buscam encontros para namoro e até casamentos. Por decisão da Radiobrás os motivos amorosos não vão ao ar. “Muita gente queria correspondência entre ouvintes, mas nós tiramos do ar porque não é o objetivo da nossa emissora, que é oficial. Então a gente achou que correspondência, troca para namoro, amizade, não era bem o nosso objetivo”, argumenta Gabyherthagross. A maioria das cartas, porém, é para pedir músicas e recados, veiculados sem restrição.
Além disso, a Central do Ouvinte ainda anota o contato do ouvinte que entrou em contato. Então fazem o anúncio várias vezes nas emissoras que abrangem a localidade de interesse daquela situação determinada.


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *