CASCALHO, O DA MAGRINHAGEM DOS ANOS 70

– Seis da tarde! Aqui, Bier Boy! Aqui na Continental, Bier Show! Creedence Clearwater Revival, Greeeeeennnn River… Às 18h daquele 4 de maio de 1970, a voz quase gritada e em ritmo de metralhadora estréia ao microfone da Continental AM, nos 1.120 kHz de Porto Alegre. Por Luiz Artur Ferraretto

O ex-estagiário do Departamento de Esportes da Gaúcha, Antonio Carlos Contursi, ainda não é o Cascalho do apelido dos tempos de guri, mas começa a marcar os finais de tarde da capital do Rio Grande do Sul como uma espécie de garoto-propaganda das Lojas Bier, rede de moda jovem interessada em ampliar a sua presença junto a clientes em potencial: os jovens de classe média. Contursi é, então, um ouvinte assíduo do horário da meia-noite da Gaúcha, o de Glênio Reis agitando madrugadas com o seu Programa da Pesada, “onde a mediocridade não tem vez”. E vai aprendendo ouvindo Led Zeppelin, Steppenwolf ou Jimi Hendrix. Fora isto, quando consegue, escuta as transmissões da Rádio El Mundo, de Buenos Aires, captadas à noite em Porto Alegre e repletas de novidades do rock e do pop internacional. Mas bom mesmo é o disc-jóquei Big Boy, que, em 1967, havia estourado na Mundial, do Rio de Janeiro, ao lançar com exclusividade o elepê Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, do grupo The Beatles.

Três anos depois daquela tarde de maio, a substituição das Lojas Bier pelo refrigerante Pepsi-Cola como patrocinador obriga Contursi a adotar o apelido em um programa idêntico, mas também com nova denominação, que entra no ar, por coincidência, em um 4 de maio. Assim, vai desenvolvendo um estilo próprio, difunde expressões e extrapola o âmbito do próprio rádio:
– Alô, magrinhagem, seis da tarde, aqui Continental, Cascalho Time no ar. Production by Antônio Carlos Contursi, o Cascalho, o cara do Baile dos Magrinhos. Cascalho Time começa hoje com Carol Williams, More…
Neste trecho de um programa do ano de 1976, Contursi já faz referência às gírias “magrinhagem” e “magrinhos”, popularizadas por ele como um rótulo da juventude da primeira metade da década. Fora isto, cita as festas que, desde setembro de 1973, promove na área de abrangência das transmissões da Rádio Continental. Com Cascalho participando de programas de televisão, além de assinar a parada de sucessos de Porto Alegre na revista Geração Pop, da Editora Abril, o Baile dos Magrinhos chega a ser realizado em cidades distantes não atingidas pelo sinal da emissora dos 1.120 kHz, como Uruguaiana, onde reúne três mil pessoas, o maior público destas promoções, registrado também na Sociedade Amigos de Capão da Canoa, no Litoral Norte, e no Sava Clube, em Porto Alegre.
Toda esta popularidade vai garantir a Contursi a contratação, tempos depois, para participar da primeira experiência de rádio jovem em freqüência modulada, a da Cultura Pop FM, de Lorenzo Gabellini. Faltariam, no entanto, os recursos financeiros necessários para levar em frente o negócio, que acaba sendo repassado ao grupo do Jornal do Brasil, do Rio de Janeiro, dando origem à Cidade FM, de Porto Alegre. Na década de 80, Cascalho chega a se tornar dono de uma outra estação, a Sucesso AM, abandonando, mais tarde, o rádio jovem.
Links Relacionados:
:: Vinheta Bier Show
:: Vinheta Cascalho Time


{moscomment}

20 respostas
  1. Moacyr says:

    Eu queria conseguir a vinheta do baile dos magrinhos:

    “baile dos magrinhos, num oferecimento de pepsi, saco e cuecão moinhos salgado e malcon”
    Magro… voces querem bolinhas……(disse em alguns bailes)
    Magro … se não for agora nunca mais……. (dizia quando tocava uma musica lenta)

  2. Francisco Cabreira says:

    De quem é a música da vinheta do “Cascalho Time”? Já tentei de todas as formas descobrir, até pelo youtube mas nada, se conseguires me dizer de quem é fico muito agradecido.
    Parabéns pelo post, este cara merece, foi um dos agitadores de uma época, e tudo na maior paz, parabéns.

  3. Ubirajara Lins Jr. says:

    Na condição de porto-alegrense nascido e criado na Zona Sul, entre a Tristeza e a Vila Assunção, onde vivi até meados dos anos 70, tive o privilégio não só de ter sido um ouvinte diário do ‘Cascalho Time’, na ‘Rádio Continental 1.120’, a partir das 18:00 h., como também de ter ido a alguns Bailes dos Magrinhos, em especial os que aconteciam no SAVA Clube. Depois de uma longa temporada vivendo fora de POA, em uma de minhs últimas viagens de volta fui supreendido com a lembrança que alguns parentes e amigos fizeram daquelas épocas, bem como das ‘loucuras’ que eram feitas sob os auspícios do Cascalho e seu bom gosto musical. Se alguém eventulamnete tiver a(s) vinheta(s) da época, bem assim o ‘cardápio’ das músicas que eram tocadas na Continental e também nos bailes, ficaria eternamente agradecido, pois, embora não tenha a idade do Velho Mestre Cascalho, certmente o seu espírito jovem sempre foi – e é – contagiante e todos nós, os seus fãs, continuamos contaminados. Amplexos a todos,
    Ubirajara Jr.

  4. Ubirajara Lins Jr. says:

    Ficam registrados os meus agradecimentos pela atenção que a mim puder ser dada.

  5. Luiz Carlos sereno says:

    Que saudade do baile doa magrinhos no Sava Clube…Toda a “magrinhagem” se encontrava lá.
    Sempre ouvia também o “cascalho time”.
    Obrigado por aqueles belos tempos “cascalho”…

  6. gastao rosa bittencourt filho says:

    amigao cascalho; gostaria de saber as musicas da decada de 70 do teu inesquecivel cascalho time. obrigado por existires, fizeste parte importante em minha vida pois era aluno interno colegio militar de poa; inclusive era a unica forma de diversao que tinha era te escutar nesse programa fantastico; certa vez te procurei na exitus propaganda e me desse um cartao com uma mensagem legal. assinada por ti, que guardo ate hoje. futuramente tentei te contratar para uma festa em rio grande e na colonia de pescadores do cassino; te lembras? e depois , muito depois, te visitei na tv bandeirantes ; ok? abraços bittencourt de baje.

  7. Metralha says:

    Aí vão as vinhetas de dois momentos:

    – Armed and Dangerous, First Choise e anteriormente, a “destruidora”, Take a Step, Music Machine.

  8. EDUARDO CASCAES (CASCALHO) says:

    Gostaria de saber qual a musica de abertura do programa do cascalho time, a que sucedeu a musica de first choice, acho que era Make a Revolution, mas não sei quem é o cantor.grato
    Abraços Eduardo Cascaes ( O Cascalho Time II)

  9. Antonio says:

    Acho que a primeira cortina musical do Cascalho foi In The Summer Time – Mungo Jerry, senão, foi das primeiras.

  10. mauro ramos says:

    O nome da música é Salsoul Hustle da banda Salsoul Orchestra. Tenho uma coletânea das músicas desta época inesquecível das nossas vidas. Tinha também o programa do Flash Gordon Sbrolio, que tocava diariamente na rádio Pampa, uma hora antes do programa do Cascalho, na Continental.
    Abraços.

  11. jorgeluizdacruz says:

    Lendo essas preciosas informações é bom voltar no túnel do tempo viajar aqueles dias incríveis de nossas vidas,valeu cascalho,Pedrinho,Claudinho,e a todos aqueles que proporcionaram ótimos momentos. Um abraço grade.

  12. Edelsio says:

    O LP Let it Be dos Beatles, também foi lançado pelo Big Boy, antes das Lojas. Ouvi/gravei em K7 na Rádio Mundial, em AM, em 69 ou 70, acho. A sintonia era horrível, mas valia tudo, pois não tínhamos outra opção.

    Rádios de vanguarda na época eram as argentinas Mitre, El Mundo e Belgrano, nos programas de música do final da tarde.

    Fórmula 1 também. Os panacas brasileiros nem conheciam, e os argentinos já transmitiam em AM.

  13. Milton Luisi Barrionuevo says:

    Lembro que naquele tempo, ano 1973, foi lançado o primeiro disco do “Secos & Molhados” e foi aquele sucesso estrondoso, sem falar no grupo “Light Reflections” com o sucesso “Tell me Once Again”. Foi uma época inesquecível e que bombou na Continental, a superquente!

  14. Paulo Geraldo Meyer says:

    Gente boa, gostei dos comentários, e me interessou saber que vocês curtem a mesma época que eu, e praticamente as mesmas músicas!!! Se possível, gostaria de ver a tal coletânea que o Mauro Ramos postou em 2014. Estou a tempos, empenhado em achar músicas das quais lembro só a melodia, mas não lembro a banda, o nome, etc… Fico desde já muito grato…

  15. felipe toson braga says:

    Muito boa a reportagem do Professor Arthur Ferrareto, sempre nos brindando com curiosidades de artistas, ou de pessoas que ajudaram a a arte e o entretenimento no RS. parabens.

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *