Cassini-Huygens é fundamental para conhecermos Saturno

MILTON – Bom dia, Ethevaldo, como vai?

ETHEVALDO: Bom dia, Milton, bom dia, ouvintes. Tudo ótimo.

MILTON – Ethevaldo, qual é o balanço que você faz da sonda Cassini, que há mais de 10 anos estuda o planeta Saturno e seus principais satélites?

ETHEVALDO: Quase tudo que sabemos sobre Saturno e seus satélites foi revelado pela sonda Cassini, Milton. Para um astrônomo da NASA, de cada mil novas informações de que dispomos hoje sobre Saturno e seus satélites, 950 foram reveladas pela sonda Cassini-Huygens.

Hoje temos muito mais informações sobre suas luas geladas, sobre a atmosfera espessa e os lagos de metano de Titã – maior satélite de Saturno – sobre a magnetosfera do planeta, a composição e a estrutura de seus belos aneis.

MILTON – Há quanto tempo a sonda Cassini está estudando Saturno?

ETHEVALDO: A sonda foi lançada em 1997 e levou quase sete anos para chegar a Saturno, depois de sobrevoar Marte e de Júpiter. Já completou 10 anos de pesquisas sobre os satélites de Saturno e sobre o próprio planeta. A duração da missão Cassini foi estendida até setembro de 2017.

A espaçonave é formada, na realidade, por duas sondas, uma projetada pela NASA e chamada Cassini, e outra, criada pela ESA (Agência Espacial Europeia), chamada Huygens.
O chamado “Olho de Saturno” é uma área no polo norte do planeta, com 2.000 km de diâmetro, varrida por ventos de mais de 500 km/hora.

MILTON – Até amanhã.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *