Revista Luso Brasileira é tema de tese de doutorado

Pesquisadora Cristina Iuskow redescobre a Revista Luso Brasileira, dirigida pelo jornalista português Mario Fernandes Dias.

Editada em Florianópolis, a revista circulou de 1961 a 1979 com distribuição local, nacional – nas principais capitais brasileiras – e em Portugal, além de outros países de língua portuguesa.

Brasilidade e embelezamento: o canto orfeônico e a assepsia dos gestos corporais

Cristina Iuskow é doutoranda em História na Universidade do Estado de Santa Catarina. No momento está pesquisando as relações políticas entre Brasil e Portugal nas décadas de 1960 e 1970. Possui graduação em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e mestrado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001).

Kirliangrafia

Padre Roberto Landell de Moura é considerado o pioneiro das telecomunicações no país e um dos descobridores da foto bioelétrica.

A produção jornalística em webradios públicas catarinenses: os casos da Rádio AL e da Rádio Ponto

Ao pensarmos em rádio, é normal que a atenção volte-se para o modelo tradicional, que está ao nosso alcance há mais de 90 anos.

O Vai e Vem do Verso: as relações da poesia com a publicidade

O livro de Nelson Baibich lançado pela Editora Unisul em 2011, continua na ordem do dia para poetas, literatos e publicitários.

Um diagnóstico da história da Comunicação em Santa Catarina

Jornalista realiza mestrado em História a fim de analisar especificamente como a RBS consolidou-se e tornou-se “hegemônica” em Santa Catarina. “Assim, espero fornecer subsídios para todos que estudam a história da imprensa em SC”, afirma Daniel Piassa Giovanaz.

Zé Pfau, uma radiografia de corpo inteiro

Zé Pfau. Foto acervo da família

José Geraldo Reis Pfau, ou simplesmente Zé Pfau, aterrissou no planeta Terra no dia nove de abril de 1950, num belo domingo de Páscoa e foi logo tomando conta do pedaço botando a boca no mundo quando o médico aplicou aquelas palmadinhas regulamentares.

O compositor brasileiro Luiz Carlos Paraná

AcadeMidia | Monografia

Este trabalho concentrou-se na produção musical do compositor paranaense Luiz Carlos Paraná, nascido na cidade de Ribeirão Claro. Meu foco central foi o de avaliar elementos relacionados ao esquecimento a que ele foi submetido, tanto nos conteúdos do ambiente midiático, quanto nas referências e menções alusivas à música popular, não obstante o destaque alcançado por ele na década de 1960, dada sua autoria de algumas das principais canções incluídas no repertório de grandes cantores, ou mesmo por associar seu nome ao d’O Jogral, muito mais do que uma simples casa noturna criada por ele – um espaço de encontros e apresentações de artistas que assumiriam grande importância no projeto de transformação da música popular em breve.