Cardápio moral

Logo que chegamos a um restaurante recebemos um cardápio. Nossos olhos percorrem vertical ou horizontalmente em busca ao que nos agrade, atenda aos nossos desejos, apetite e bolso.

O moral e a moral – desencontros

Quando eu era criança ou adolescente, há uns 30 anos, ter faculdade, ou o curso superior não era algo tão comum, pelo menos não no meio em que eu vivia.

Robin Hood – o descendente

Por volta dos anos 1950, nasceu no Brasil, em cidade e Estado não revelados, um garoto de suposta descendência inglesa.

O garoto, órfão, fora adotado por uma família classe média alta que promovia negócios questionáveis.

Ao adotarem o menino foram alertados de que ele tinha hábitos questionáveis e não se adaptara a nenhum nome que lhe fora dado.

O Rádio do meu Pai

Sou formado nas profissões de mecânica e eletrônica, por hobby sou brevetado como piloto privado de aeronaves, mas foi através da eletrônica que garanti o meu sustento até que pude me aposentar, ainda continuo na ativa com a eletrônica.

A inspiração pela eletrônica surgiu através do antigo rádio que o meu pai ganhou de um parente dele por volta dos anos 1960 ou 1962 da marca Saratoga.

O Boi de Mamão do Ribeirão da Ilha

A cultura pode até claudicar quando as pessoas estão vivas, seja por falta de recursos, de apoio, de interesse.

As pessoas se vão, mesmo assim, a cultura sobrevive. Não importam os percursos e percalços, a humanidade seguirá produzindo cultura. Tem sido assim desde os tempos mais remotos.

Elogie, critique, mas, por favor, diga alguma coisa

O silêncio pode ser uma linda canção quando estamos esgotados pelo estresse e ansiedades do dia a dia.

Aquele momento em que todo o som parece uma bomba. Cada ruído parece à presença de um psicopata querendo nosso sangue.

Nesses momentos o som do silêncio parece à música que nos leva ao paraíso.

Notícia ao Paulo

Dona Eugênia estava muito doente. Paulo, um de seus quatro filhos que trabalhava numa empresa de manutenção de elevadores andava muito deprimido. Aos 50 anos o alemão forte e durão não escondia o carinho e a preocupação com a mãe internada havia três semanas.…

A última partida

Havia um campo verde, que se via das alturas. Eles não sabiam, mas ali se desenrolaria a última partida – aquela que  todos perdemos.

Havia a alegria das conquistas em progressão, que levaram na mala dos sonhos.

Risos, conversas e alegria barulhenta talvez ainda houvesse, mas já escurecida pela noite chuvosa e má, como diria o poeta.

O homem do 4

Arnaldo vivia em Curitiba. Aos 44 anos e pai de 4 filhos estava com o casamento por um fio.

Na realidade não era apenas o casamento de Arnaldo que estava a perigo, seu “pescoço” também. Ele havia acumulado muitas dívidas e estava desempregado já por 4 meses.

Julio Pimentel: 60 anos na estrada

Corria o ano de 1955 e eu atrás de um emprego. Tínhamos mudado para uma casa modesta no bairro de Pinheiros, em São Paulo, saindo de outra muito maior, que meu pai teve que vender para quitar dívidas. Eu queria ser engenheiro e fazia cursinho para o dificílimo vestibular da Politécnica da USP, mas ter renda que ajudasse em casa era não só necessário, mas urgente.…