Papo Livre 44

Resolvi viajar ao passado. Eu tinha nove anos e com minha mãe e meu irmão fui visitar pessoas amigas em Paranaguá, no litoral paranaense.

O dia em que matei “Irmã Dulce”

Era diretor da Rádio Excelsior da Bahia AM, ligada à arquidiocese de Salvador, então sob orientação de D. Avelar Brandão Vilela, cardeal arcebispo e primaz do Brasil à época.

Memórias do rádio – Respondendo a Odirley Prada – 3

Lembra leitor amigo que na semana passada eu terminei o capítulo dando a entender que ia mudar de assunto; quer dizer, dar um pulo no tempo.

Eldorado na Praça e a Estória do Velório

A rádio Eldorado, emissora na qual trabalhei durante cerca de oito anos alternados, mantém na programação um programa que mistura publicidade e revista. Chama-se Eldorado na Praça.

Papo Livre 43

O Oséas Costa Félix, o conhecido “Cachimbo”, hoje morando em Santa Catarina, foi Secretário Executivo da AERP – Associação das Emissoras de Rádio do Paraná e, na década de 1970, durante quatro anos trabalhou na Rádio Colombo.

Memórias do rádio – Respondendo a Odirley Prada – 2

Como aqui a lei é falar em capítulos, relembro que terminei o primeiro, semana passada, perguntando: “Cê ta lendo ainda?” E agora retomo a guisa de recomeço. Faz de conta, dizia eu. Continuo só pra dizer que o sonho continuava em ser locutor famoso.

Ildo Campello, um pernambucano porreta

Como ando meio nostálgico e até um pouquinho preguiçoso (hehehe), estou enviado a letra copiada da contracapa do livro “Casos Causos e Invencionices” contendo crônicas escritas pelo radialista Ildo Campello. O pernambucano Ildo Campello com quem trabalhei muitos anos na Rádio Cultura de Joinville, faleceu aqui mesmo há quase sete anos. Suas crônicas eram lidas […]

A oportunidade perdida

Lembrei de um desabafo do grande radialista Hélio Ribeiro para comentar o baixo nível dos meios de comunicação e a influência que eles têm na formação das pessoas, sobretudo nas crianças e nos jovens.

Memórias do Rádio – respondendo a Odirley Prada – 1

Por volta de 1954, 1955 eu ingressava nessa vida de microfone. Será que me lembro? Deixa eu tentar rememorar alguns detalhes da carreira.

TV Catarina apresenta Maurício Sirotsky Sobrinho – 3

Uma das primeiras conclusões do estudo sobre o mercado catarinense evidenciava o predomínio do interesse político em detrimento do comercial empresarial. Com a experiência profissional no Rio Grande do Sul onde liderava em cobertura, tecnologia de geração e de distribuição de sinal, à RBS se tornou claro o caminho em Santa Catarina: fortalecer os laços com […]