Publicitário precisa estudar marketing?

A pergunta pode surpreender ou até incomodar, mas não dá pra negar: conhecer marketing é necessário e cada vez mais importante num mercado em crescente complexidade. Leia mais um artigo de Antunes Severo para a série Apontamentos para a História da Propaganda em SC.

Um pouco de cada para chegar perto do tudo

O que se passa no mundo das relações entre sociedade, governos, fornecedores,  distribuidores e consumidores de produtos, serviços ou idéias? A pergunta cabeluda é para tontear o mais qualificado e competente profissional das trinta e muitas áreas da Comunicação de Marketing passando pela propaganda (ou seria publicidade?), relações públicas, eventos, promoções, merchandising, assessoria de imprensa, marketing […]

O vai e vem do verso, um desafio à controvérsia

A comparação é insofismável. Mas a aceitação é um parto doloroso que se estende ao longo dos anos e a despeito das constatações objetivas.

Quando a propaganda virou negócio

Cenários de um mercado pequeno, mas promissor, serviram de base para o surgimento do negócio da propaganda catarinense. Nos anos 1950, o estado já se constituía em exemplo nacional por sua estrutura empresarial na indústria e no agronegócio, mas se ressentia de suporte nos serviços de apoio ao seu desenvolvimento, principalmente comunicação e marketing.

Em busca do “Graal” da propaganda

O propósito do Instituto Caros Ouvintes, com esta série  “História da Propaganda” vai muito além da simples coleta de informações sobre eventos passados. Pessoalmente como colunista voluntário, concordo e assumo a postura de provocador, estimulador e apoiador de iniciativas que visem trazer à tona um pouco mais do mundo mágico de uma profissão glorificada por […]

Os agitados tempos de antigamente continuam agitando

Vivemos a grande ilusão de que estamos sendo consumidos pela voracidade de dias turbulentos, insertos e inseguros neste início de terceiro milênio.

Publicidade na publicidade: As agências praticam o que pregam?

Em seu trabalho de conclusão de curso na Univali, o acadêmico Rhuan Carlos Willrich, questiona um dos pontos fracos das agências de publicidade.

Memórias e histórias da propaganda em Santa Catarina

A rigor, começa aqui e agora uma nova etapa, numa iniciativa pioneira voltada para levantar e tornar disponível de forma universal e sem limites o resultado do que observei, registrei e fiz no campo da comunicação social, em especial na área da propaganda, com a atitude sincera de que este trabalho possa servir de subsídio e estímulo aos estudiosos, pesquisadores, profissionais e empresários.

Publicitários chegam à Santa Catarina

A pressão aumentava no eixo Rio-São Paulo, se refletia em Minas, no Paraná e Rio Grande do Sul. De fato, Santa Catarina estava sitiada.À semelhança de outras regiões consideradas interioranas do país, a propaganda, ou publicidade, entrou em Santa Catarina – se não com a conivência – pelos menos com a aquiescência dos três lados de um mesmo triângulo – o veículo de comunicação, o corretor e o anunciante.

Járson Frank: ousadia, bom gosto e criatividade

– Como? Um jovem gaúcho recém chegado à Ilha depois de passar dois anos mochilando na Europa, e sem nenhuma experiência anterior em propaganda, foi contratado?