Celso Freitas conversa com os nossos Caros Ouvintes

E desabafa: “Cadê as Sociedades Carnavalescas? Mais precisamente os carros de mutação?Acabou aquela rica tradição?” Veja aqui a correspondência com o ex-global que agora navega pelas ondas da Record. >> Clique aqui para ler O contato com o criciumense Celso Freitas foi possível graças a uma conversa com o Iran Manfredo Nunes. Falei do projeto. […]

Radionovela, um desafio em cada capítulo

Alda Jacintho confessa: tenho apenas 79 anos feitos ainda há pouquinho. Não se assustem que ainda estou viva. Fazer radionovela é uma das coisas mais gostosas do mundo. É um pudim, um quindim, é um doce. Por Antunes Severo Disfarce e olhe. Que sorriso o da morena que aparece, sentada, em primeiro plano, bem à […]

Carlos Eduardo Lino

Carlos Eduardo Lino, nasceu em sete de outubro de 1965. Jornalista formado na UFSC iniciou a carreira profissional no mesmo ano em que entrou na Universidade, em 1983. Seu primeiro emprego foi na pouco conhecida REI – Rede Estadual de Informações -, comandada pelo radialista Carlos Eduardo Mendonça, o Bolinha.A REI era um estúdio de […]

Casal relembra a época dos programas de auditório

Dalcyr e Eunice viveram na época em que os cantores famosos se apresentavam, ao vivo, em programas de auditório. Nessa época a rádio-novela mexia com a imaginação de cada pessoa. Por Gisele MachadoPara o casal de aposentados Eunice Motta da Silva, 65 anos, e Dalcyr Motta da Silva, 69, o rádio era um veículo de […]

Paulo Brito

Por Paula Arend Laeir Dezembro de 2000 “Maluco, Forte, Franco, incrivelmente articulado e Criador de encrencas”. Um homem feliz. – Você  vai lembrar deste dia para sempre – disse o jornalista Carlos Eduardo Lino, ex-aluno e atual colega de trabalho do Paulo Brito, com quem eu iria passar as próximas horas. Brito como a maioria […]

Dicas de Pesquisa

Com sua experiência de campo, Ricardo faz sugestões de caminhos para a pesquisa via Biblioteca Pública do Estado e Arquivo Público.1- Revista A Verdade Número 28. Acho que ela é datada de novembro de 1981. Nessa revista deve haver informações sobre a Diário da Manhã e Anita Garibaldi. Digo isso, tendo em vista que na […]

E a Diário da Manhã foi para onde?

Os caminhos nem sempre são claros, mas sempre deixam rastros.Bonjour, caro colega. Fiquei com uma pulga atrás da orelha: depois que a Diário da Manhã saiu das mãos dos Konder-Bornhausen, ela passou a pertencer a quem? E a partir da qual ano? Antes da RBS ela pertenceu a mais alguém? Um abraço. Ricardo. Boa questão, […]

Mais Novidades no Front

Roberto Alves comparece com mais detalhes sobre as mutações do pedaço.Okei Severo. Recebi bem a tua mensagem. Olha só o e-mail que eu acabei de receber do Roberto (Alves) sobre a historia da RDM e companhia. Um grande abraço amigo. Inté mais. Ricardo. Oi Ricardo. Aqui Roberto. Passei por Le mans em direção a Marseille […]

Retomando o Rítmo

Embora elevados pelo “espírito natalino” as coisas voltam a normalidade. Pelo menos os mecanismos de correio funcionam e a construção do site entra na reta final.Alô mano Ricardo. As coisas estão se ajustando por aqui. O meu sistema de correio parece que criou juízo e agora nossa correspondência deve voltar ao ritmo normal. Boa essa […]

Em três toques foi esclarecida a dúvida do mano Ricardo.

Severo, você pode me mandar de novo o segundo e-mail que o Celso Freitas escreveu sobre a sua carreira em Santa Catarina?  Acho que esse material foi deletado, por engano. Uma outra coisa: se ele diz que entrou na RDM no final de 1970, como é que ele pode ter ido embora da nossa capital […]