Cem Cópias sem Custo faz a festa de 13 escritores

O sonho de lançar um livro foi concretizado para 13 escritores nesta quinta-feira, 20, às 19h30, no Centro Integrado de Cultura (CIC).

Claudio-SaOs novos autores participam do programa 100 Cópias, Sem Custo, coordenado pela Imprensa Oficial do Estado, que incentiva artistas catarinenses ou radicados em Santa Catarina há mais de três anos a publicarem e divulgarem suas obras.

Entre as obras está “Laços de Amizade – de doméstica a costureira dos artistas” de Maurília Possas, que lança seu primeiro livro aos 79 anos. Maura, como é conhecida, foi costureira no Rio de Janeiro de celebridades como Roberto Carlos, Chacrinha e Jamelão. Hoje, mesmo aposentada e morando em São José, Maura ainda trabalha com o ofício e mantém a simpatia que conquistou a amizade de anônimos e famosos.

“Coloquei no livro histórias o que fui escrevendo ao longo dos anos, em cadernos e folhas de papel. São fatos que ocorreram com os amigos queridos e que queria homenagear. É uma grande emoção lançar este livro”, diz a catarinense.

A alegria demonstrada por Maura é um sentimento comum entre os escritores, revela a coordenadora do 100 Cópias, Sem Custo, Sonia Flôres.

“É muito gratificante ver a dedicação desses artistas que conquistam a oportunidade de lançar um livro. Para eles é um sonho distante, quase impossível, conquistado com a ajuda do programa”, afirma.

Claudio

Claudio Sá (Centro) e autores lançados pelo projeto Cem cópias sem custo ontem no Centro Integrado de Cultura de SC

Primeiras edições são gratuitas

Em vigor desde 2009, o programa lançou 18 obras ao todo. Assim que os requisitos e a obra são aprovados, a Diretoria de Imprensa Oficial do Estado, ligada a Secretaria da Administração, inicia a produção do livro que inclui a revisão, a diagramação, o projeto gráfico, tratamento de imagens e a criação de capas para o autor. A primeira tiragem de 100 livros é entregue ao autor a custo zero. Na segunda, o custo é de 20% do valor orçado e, na terceira, é de 30%. Esse sistema de bonificação vai até alcançar 10 tiragens. Os livros precisam ter no mínimo 50 páginas e máximo de 200.

Foram lançados:

Poesias Jurídicas, Jorge da Rosa

Linha Germano: sua história e de seu povo, Carmem Gisela Ceroni

Laços de amizade – De doméstica a costureira dos artistas, Maurilia Possas

Multiculturalismo em ciência da informação: percepção e ações dos profissionais da informação em bibliotecas escolares, Miriam de Cássia do Carmo Mascarenhas Mattos

Desenvolvimento regional e mensuração do capital social em três regiões pertencentes a secretarias de desenvolvimento regional do Extremo-oeste de Santa Catarina, Alyne Sehnem

Ilha 1752 – percepção e indagações de um descendente açoriano de vários costados, Sergio Dias Ribeiro

Valentina – uma estória de amizade, Jaqueline Chaves

Plenitude outonal, Ivonita Di Concilio

Vidas quebradas, reflexos do crack, Reginaldo Osnildo Barbosa

Canelinha – contos causos e histórias, Luiz Bastiani

Frotas de veículos, máquinas e equipamentos operacionais – guia da gestão descomplicada, Amilton Tessaro

A nova ortografia sem crise, Cliceu Laibida

Da sensação ao sentimento – coleção Educação & Arte Social, Marilena Gonçalves (Com informações do site da Diretoria de Imprensa Oficial e Editora de Santa Catarina).

Ouça no podcast a entrevista concedida pelo diretor da Dioesc, Claudio Sá, à Antunes Severo.

Fotos: Caros Ouvintes.

 

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *