Estúdio da Centro Oeste AM

Centro Oeste AM – o sonho bem realizado

Rádio Centro Oeste de Pinhalzinho Ltda | ZYJ 795 – 1.510 KHz – www.rco.com.br

A ideia de instalar uma emissora de rádio em Pinhalzinho surgiu em 1974, com o prefeito Paulo Junqueira da Silva, numa viagem a Brasília em companhia de José Bruno Webber e do deputado federal João Cândido Linhares.

Estúdio da Centro Oeste AM

Estúdio da Centro Oeste AM

Ao tomar conhecimento da viabilidade do projeto, o prefeito convocou alguns empresários, justificando a necessidade do município de contar com o serviço de radiodifusão. O chamamento foi acatado imediatamente por vários empresários locais, como Valério Braun, que mais tarde se tornaria diretor da emissora, Aurélio Sordi, Jorge Francisco da Silva, José Wolschik Neto, Darci Fiorini, Cláudio Pedro Utzig, Alexandre Grando, Pedro Alfonso Biesdorf e Arcângelo Miguel Bugnotto.

A Rádio Centro Oeste iniciou suas atividades regulares no dia 06 de setembro de 1978 e desde então tem participação fundamental nos movimentos emancipacionistas de inúmeros distritos, como Serra Alta, Sul Brasil, Jardinópolis, União do Oeste, Águas Frias, Nova Itaberaba, Bom Jesus do Oeste, Saltinho e Cunhataí.

Os programas que marcaram época e continuam em destaque até os dias de hoje são “Sertão e Querência”, “A Hora do Feijão”, “Grande Edição 795”, “Plantão Policial”, “Domingo Alegre” e o programa de auditório “Carrossel de Atrações”, que permaneceu no ar por mais de uma década.

Vários personagens ajudam a contar a história da emissora, como Aurélio Sordi, que na fase de implantação emprestou seu nome como diretor-provisório; Valério Braun, que em poucos meses assumiu definitivamente o cargo de diretor; Eri Rodighero, gerente, ocasião em que instalou os estúdios e sistema irradiante da emissora.

Com a morte prematura de Eri, em dezembro de 1978, Ernani Edison Horvath foi contratado para ocupar seu lugar e hoje exerce a função de diretor-administrativo. Também fazem parte da história da Rádio Centro Oeste: Ércio Luiz Thomae, operador de áudio, que mais tarde contribuiu com a emissora na ampliação de sua potência; Hamilton Silas Ferraz, o “Zé Matuto”; Vitor José da Cruz, o “Vitor Jr.”; Flávio Flores, o “Gaúcho do Cerrito”; Antônio Ibrahim Simão, “Zé do Leme”, Augusto Giovani, João Rodrigues; Elmo Zanchet era operador de áudio e mais tarde, após concluir o curso de Ciências Contábeis, assumiu o cargo de diretor-financeiro, tendo participação decisiva na construção do novo prédio da emissora, do novo sistema irradiante e da sede social (Ninho dos Papagaios); Ernani Edson com seus personagens de humor Zé Paióça e Alemão Fritz há 30 anos atua na emissora. [Memória da Radiodifusão Catarinense. Organizadores: Antunes Severo e Marco Aurélio Gomes. Edição Acaert/Insular, 2009]

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *