Cessa tudo que a antiga musa canta…

Em artigo na edição de hoje (21/8) da Folha o diretor-geral e o diretor de pesquisa do Datafolha analisam os resultados das mais recentes das investigações e concluem que o mais importante órgão de comunicação para os concorrentes à presidência da República é a televisão. “Para ilustrar o peso da TV na composição do voto do brasileiro, pesquisa Datafolha feita há um mês mostrou que 88% dos eleitores costumam utilizá-la para se informar sobre os candidatos”, informam. E acrescentam: “A segunda mídia mais acessada para esse fim são os jornais, só que uma participação bem menor 54%”. E a conclusão é ainda mais acachapante: se os eleitores consultados “tivessem que escolher apenas um meio para acompanhar a eleição, 61% dos brasileiros optariam pela TV”. E o rádio? Você pode perguntar. Pois o rádio não consta. Aliás, a essa altura dos acontecimentos, além de nós e uma meia dúzia de voluntários que se preocupam com o rádio, parece que só mesmo as organizações religiosas e os políticos profissionais ainda vêm no rádio alguma serventia como meio de comunicação. Ouça a entrevista com J. Pedro sobre o tema.

1 responder
  1. Lígia Fascioni says:

    Oi, pessoas do rádio!

    Eu não tenho televisão em casa, assino a Veja e leio a Folha, o Estadão e os blogs do Reinaldo Azevedo, Josias de Souza e Ricardo Noblat na internet. Então, já adivinhou em quem eu NÃO vou votar, né?

    Não vi nenhum programa eleitoral na televisão, mas estou gostando dos jingles que tocam na rádio. Mesmo aqueles de candidatos em quem eu não votaria de jeito nenhum são bem chicletinhos.

    Abraços e parabéns pelo artigo, meu querido guru!

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *