Chefe da ONU diz que “imprensa livre é essencial para a paz”

Marca-se esta quinta-feira, 3 de maio, o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

Numa mensagem vídeo, o secretário-geral da ONU disse que “uma imprensa livre é essencial para a paz, justiça e direitos humanos para todos. ”

António Guterres afirmou que “é crucial construir sociedades transparentes e democráticas e fazer que os que estão no poder prestem conta. ” Ele acredita que “isso é vital para o desenvolvimento sustentável. ”

Secretário-geral
O chefe da ONU disse que “jornalistas e profissionais da mídia põe em evidência os desafios locais e globais e contam as histórias que precisam ser contadas. ” Por isso, o “seu serviço ao público é inestimável. ”

Guterres defendeu que os casos de crimes contra jornalistas “devem ser julgados” e que “as leis que protegem o jornalismo independente, a liberdade de expressão e o direito à informação precisam de ser adotadas, implementadas e aplicadas. ”

O secretário-geral terminou dizendo que “promover uma imprensa livre é defender o nosso direito à verdade.”

Aniversário
Este ano, a Organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, organiza as celebrações do 25º aniversário do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

O evento global acontece na cidade de Acra, no Gana. O tema é “Acompanhado de perto o poder: mídia, justiça e lei”.

Segundo a Unesco, o evento vai cobrir assuntos sobre transparência do processo político, independência dos meios de comunicação, literacia e responsabilização das instituições do Estado.

A organização diz que o dia “também vai analisar os desafios contemporâneos para assegurar a liberdade de imprensa online. ”

Campanha
Como parte da campanha deste ano, a Unesco pediu a jornalistas de todo o mundo que gravem um vídeo de 25 segundos explicando porque este dia é importante.

No seu vídeo, Femi Oke, da Al Jazeera, diz que “jornalismo não é um crime. ”

Unama/Fardin Waezi
Dentro de uma estação de rádio afegã, onde mulheres pedem por democracia e direitos humanos.

Outra participante, Christiane Amanpour, da CNN, diz que “a diferença entre democracias e ditaduras é a diferença entre verdade e mentira, e a liberdade de imprensa tem tudo a ver com isso. ”

(Fonte: ONU News, 03/05/2018)

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *