Claudete Rufino, Rainha do Rádio Paraná

Memória | Capítulo 18 – Claudete Rufino

Soprano lírica de extraordinários méritos e admirável talento, Claudete Rufino muito jovem iniciou a sua carreira na Rádio Clube Paranaense. Nascida em Curitiba, seus primeiros ensinamentos sobre canto foram com o Professor Ortêmio Antônio Monastier. Atuando na Bedois, teve a possibilidade de estudar na escola alemã da Professora Gertrud Schnneider. Autêntica prata da casa, no mais dignificante sentido da expressão, permaneceu na Rádio Clube durante vinte e três anos, de 1947 a 1970. Claudete foi eleita “Rainha do Rádio do Paraná” em 1956 e em 1957, em eventos realizados pela Associação dos Radialistas do Paraná.

Em 1958 foi agraciada com a medalha de “Melhor Cantora do Rádio do Paraná”, em evento promovido pela Revista do Rádio, do Rio de Janeiro. No ano seguinte, recebeu o “Microfone de Ouro” na escolha de melhor cantora do Rádio Paranaense, numa realização do jornal “Diário do Paraná”.

Obtendo uma bolsa de estudos concedida pelo Governo do Estado do Paraná, quando era Governador o Sr. Moysés Lupion, Claudete estudou com Cristina Maristany, no Rio de Janeiro.

Claudete gravou pela RCA-Victor um disco com as músicas “Ondas do Iapó”, do grande maestro paranaense Bento Mossurunga, “Canto da Saudade” de Alberto Costa, “La Violetera” de J. Padilha, e “Les filles de Cadix” de Léo Delibes.

Em apresentações na Rádio Nacional do Rio e Janeiro, nos programas “César de Alencar”, “Gente que Brilha” de Paulo Roberto, e como convidada especial no “Papel Carbono” de Renato Murce, Claudete Rufino obteve sucesso consagrador. O mesmo aconteceu em suas apresentações em São Paulo, Porto Alegre, Florianópolis e em mais de quarenta cidades do interior dos Estados do sul.

No Teatro Guaíra, Claudete Rufino participou das operetas “A Geisha”, “Casa das Três Meninas” e “Viúva Alegre”, da ópera “A Vocação de Colombo” e do musical “Telêmaco”. Em 1996 recebeu homenagem de “Pioneira da Cultura Paranaense”, concedida pelo Governo do Estado do Paraná no Dia Internacional da Mulher.

Tantas foram as apresentações de Claudete Rufino ao longo de sua carreira que é difícil enumerá-las em sua totalidade.

Claudete Rufino foi, certamente, um dos grandes valores do Rádio do Paraná.

Ubiratan Lustosa. O Rádio do Paraná – Fragmentos de sua história. Curitiba: Instituto Memória, 2009.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *