Coisas que não se devem perder

Há muitas coisas que podemos perder, aliás, podemos perder quase tudo ou mesmo tudo, mas pelo menos algumas delas seria bom não perder nunca.

São coisas das quais todos nós precisamos sempre manter; não necessariamente nessa ordem: Apetite, humor, otimismo e a fé.

Há um ditado que diz: “Saco vazio não para em pé”. E há essa frase: “Não há nada melhor para o homem do que comer, beber e desfrutar do seu trabalho árduo…” Eclesiastes 2:24. Perder a vontade e até o prazer de comer pode ocorrer por alguns motivos. Doenças como a Depressão ou outras e mesmo depois de alguns procedimentos cirúrgicos; talvez a falta de apetite possa ocorrer nessas difíceis situações, mas não devido aos nossos desânimos do dia a dia. Esses problemas, coisas que hoje vêm e amanhã se vão jamais deveriam nos deixar a “peteca cair”. Com certeza já falamos ou ouvimos alguém dizer: “Vou aproveitar enquanto tenho saúde; ninguém sabe se poderei comer o que gosto amanhã.

O senso de humor é também essencial a uma vida plena. Acredito que essa frase seja uma das famosas de Leo Buscaglia, lí em um dos seus livros há mais de 20 anos e nunca esqueci: “O verdadeiro senso de humor consiste em conseguir rir da própria desgraça”. E que tal essa: “Cada coração conhece sua própria amargura, e mais ninguém pode participar da sua alegria”. Provérbios 14:10. Quantos de nós conseguimos rir das coisas indesejáveis que nos acontecem? Claro que não achamos graça em tragédias, as que trazem perdas horríveis, luto, mas nas pequenas “tragédias” das quais passamos e temos duas escolhas: ou perdemos o humor e só xingamos, ou rimos de nós mesmos e de nossas falhas, de nossas mancadas, das bobagens que poderiam elevar nosso dia ou nos enterrar vivos.

Aliás, falando em, ser enterrado vivo, confesso aqui um dos meus maus pensamentos:
quando escuto pessoas que só falam em doenças ou em tragédias, pessoas que parecem ter seu cérebro, sua mente, 100% voltado a coisas ruins, e para piorar, só falam nisso, aborrecem ou até desanimam alguns que absorvem essa conversa negativa e rotineira. Mais uma confissão: dá vontade de perguntar se essa pessoa já comprou seu caixão, mas vai que ela já tenha o comprado mesmo e passe a descrevê-lo?

O otimismo não fica por menos. Há uma velha e curta piada, é mais ou menos assim: O João diz ao José:

– José, do jeito que as coisas vão daqui uns 10 anos todos estarão comendo lixo.

José, sem otimismo nenhum, diz:

– O quê? Duvido que haverá lixo para todos.

Quando o assunto é otimismo ou pessimismo, enfim, como encaramos e como lidamos com nossos problemas, afinal de contas todos os temos, todos os vivos, em maior ou menor grau, é bom refletir nessas palavras: “Se você ficar desanimado no dia da aflição, sua força será escassa”. Provérbios 24:10. Claro que não é fácil manter a cabeça erguida, o apetite, o bom humor e o otimismo quando enfrentados certos problemas, mas aí entra uma frase que diz: “O que não nos mata nos deixa mais fortes”.

Finalmente chegamos à fé. Embora normalmente se atribua a palavra – fé – ao contexto religioso ela é ampla, pode abraçar nossa vida e mantê-la: “A fé é a firme confiança de que virá o que se espera, a demonstração clara de realidades não vistas”. Bíblia. Hebreus 11:1

Comer e beber com moderação; rir e ser otimista com pouca moderação; entender e viver com fé são coisas das quais não podemos seguir nossa caminhada. Ela por vezes é dura e difícil, mas é cheia de sabores e paisagens que só podem ser vistas e sentidas por quem não deixa ou nunca perde algumas das poucas coisas que não podemos perder.

Cabe aqui mais um pensamento: “Se viver é um cansaço, quero viver cansado”. Então, que tal cuidarmos para não perder algumas das coisas essenciais?

1 responder
  1. Hilário S.Silva says:

    Verdade, meu amigo. Belas palavras, bem colocadas, para descrever o que não podemos perder. No meu caso, jamais quero perder a fé. Sendo assim, sempre vamos esperar o melhor das pessoas, da situação do momento, e de mim mesmo. Abraços…

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *