Crianças devem usar internet com moderação, diz pedagoga brasileira

Em entrevista à Rádio ONU, Yvonne Bezerra de Mello afirma que o computador e as mídias sociais não devem ser usadas em excesso e tampouco para substituir as obrigações da maternidade ou paternidade.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O uso excessivo de computadores, jogos eletrônicos, internet e mídias sociais por crianças deve ser monitorado pelos pais e responsáveis. Esta é a opinião da pedagoga e educadora brasileira, Yvonne Bezerra de Mello.

Em entrevista à Rádio ONU, do Rio de Janeiro, ela afirmou que o excesso do uso de jogos eletrônicos e tempo demais no computador são prejudiciais.

Conhecimento

“Uma criança de sete anos que fica quatro horas no computador não poderia estar jogando, num curso, fazendo algum esporte? Mas a criança fica ali embutida naquela telinha jogando jogos violentos. Para mim, colocar uma criança no computador quatro horas porque isso vai aliviar a sua maternidade ou paternidade é cruel, é indigno, é fugir das responsabilidades. O computador não pode ser mais que quatro horas por dia. Todo mundo tem que jogar, mas também com conhecimento.”

Além de educadora, Yvonne Bezerra de Mello é consultora da Unesco. Este ano, ela está realizando um projeto com a agência da ONU para melhorar o aprendizado escolar em 15 colégios públicos do Rio de Janeiro.

A iniciativa está utilizando um método alternativo de ensino, desenvolvido pela pedagoga e batizado de Uerê-Mello. O método favorece a oralidade no ensino e o desenvolvimento do aluno como um ser que interage e que é o protagonista das ações de aprendizado.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *