De Paulo Fernandes a Áureo Moraes

A transmutação, embora o pouco uso desse substantivo em linguagem jornalística aqui ele se aplica porque falo de um caso muito especial na vida de alguns radialistas. Aliás, alguns é apenas força de expressão. Muitos profissionais começaram, modesta e timidamente com pseudônimos. Áureo Moraes, atual coordenador do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina iniciou sua carreira na comunicação trabalhando no rádio com o nome de Paulo Fernandes. Bem, esse é apenas um dos motivos para você ouvir a entrevista de hoje. Surpreendido num bate papo informal que mantivemos (Ana Lavratti e eu) com ele, a professora Valci Zuculoto e o professor Eduardo Meditsch, liguei a gravadora do iPhone e perguntei à queima roupa: “como você conseguiu a primeira oportunidade no rádio” e ele contou.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *