De peixes, lembranças e detetives

Vou ao Mercado Municipal. Não conheço outro mercado de peixes e outras coisas, que tenham bares tão sofisticados como aqui em Florianópolis. Numa tarde destas – sempre que não tenho o que fazer vou lá comprar camarão!
Por Donato Ramos

Entro num desses bares e ouço alguém me chamar. Pelo nome! Viro-me. Reviro-me. Não reconheço ninguém. Do meu lado, alguém me diz:
– Donato Ramos… Não te vejo já faz uns trinta anos, ou mais. Sou o Luiz Fernando Wolf. Pertencia à orquestra que participou do Festival Uma Canção para Florianópolis que você comandou no Teatro Álvaro de Carvalho.
 
– Que memória de elefante, siô!
Nunca que eu ia saber quem era. Antigamente ele se sentava em apenas uma cadeira!
Daí pra frente o papo foi-basicamente-lembrar dos mortos, porque a maioria dos nossos amigos comuns já se foi sem avisar, os sem-educação!…
Foi ele, o Wolf, que me contou duas historinhas que aqui reproduzo, nesta coluna tão lida e aplaudida pela minha família inteira!
Napoleão Bonaparte durante as batalhas sempre usava uma camisa vermelha. Assim, se fosse ferido, os soldados não notariam o comandante ferido e continuariam a lutar com o mesmo ímpeto. Dois séculos depois, inspirado no grande general francês, Lula só usa calça marrom.
Que maldade, Wolf!
A conversa, claro, depois dessa, foi o quanto o país está complicado. Foi quando, para exemplificar que a vida é simples, nós é que a complicamos, ele contou a do Sherlock Holmes, quando, juntamente com o seu assistente Dr. Watson foram acampar. Montaram a barraca e, depois de uma boa refeição e uma garrafa de vinho, deitam-se para dormir. Algumas horas depois, Holmes acorda e cutuca seu fiel amigo.
– Meu caro Watson, olhe para cima e diga-me o que vê.
Watson responde: – Vejo milhares e milhares de estrelas.
Holmes então pergunta: – E o que isso significa?
Watson pondera por um minuto, e tentando demonstrar sua inteligência enumera:
1 – Astronomicamente, significa que há milhares e milhares e milhares de galáxias e potencialmente, bilhões de planetas.

2 – Astrologicamente observo que Saturno está em Leão e teremos um dia de sorte.

3 – Temporalmente, deduzo que são aproximadamente 3h15 min pela altura em que se encontra a Estrela Polar.

4 – Teologicamente, posso ver que Deus é todo-poderoso e somos pequenos e insignificantes.

5 – Meteorologicamente, suspeito que teremos um lindo dia amanhã. Correto?

Holmes então responde:

– Watson, seu burro! Significa apenas que alguém roubou nossa barraca!

E-mail: [email protected]


{moscomment}

Categorias: Tags: ,

Por Donato Ramos

Radialista desde quando estreou ao microfone da Rádio Clube de Paraguaçu Paulista, na década de 1950. Trabalhou nas principais emissoras de Rádio do Paraná e Santa Catarina atuando na locução, produção e direção artística. Tem dezenas de livros publicados sobre rádio e jornalismo. Atualmente se dedica a ações filantrópicas.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *