Demitido da Rádio Record/SP, Gil Gomes diz não ser “coitadinho”

Com a saída da Rádio Record dfe São Paulo, que anunciou a demissão de todos os apresentadores, o jornalista Gil Gomes afirmou que não está abatido com a decisão da emissora. “Não sou um coitadinho que perdeu o emprego”.  Com 71 ano , Gomes demonstrou estar com pique para voltar a trabalhar, mesmo sofrendo do Mal de Parkinson. Ele também contou que não está com câncer de próstata, conforme foi cogitado. “Que importa isso a alguém? Importam minha honradez, meu pique”.Gil Gomes pode voltar ao rádio na Tupi AM de São Paulo. Antes da Rádio Record, passou pela Rede TV! e pelo SBT, canal no qual fazia reportagens para o extinto “Aqui Agora”.

Categorias: Tags:

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

2 respostas
  1. marcelo says:

    os melhores da radio AM se foram. Primeiro Ze Betio agora Gil Gomes, mas tenho fé que ele voltará como o maior reporter policial do mundo.]
    Sou seu fã

  2. afonso aberrian says:

    todo artista deveria marrer jovem e no auge da carreira, palavras ditas pelo poéta e compositor NAZARENO BRITO em 1958, não concordei , depois ao longo do tempo vendo o sepultamento de tanta gente famosa com idade avançada mas esquecida do grande publico que resolvi reconsiderar a minha opinião sobre o que disse NAZARENO DE BRITO, tem razão todo famoso de morrer no auge para não morrer esquecido.

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *