Deputado defende o fim da Voz do Brasil

O deputado Paulo Bornhausen (DEM-SC) defendeu o fim do programa “A Voz do Brasil’. Ele participou do painel que debateu a Conferência Nacional de Comunicação, durante o 25° Congresso Brasileiro de Radiodifusão promovido pela ABERT. Por Mônica Tavares

– A Voz do Brasil já prestou um grande serviço ao país, mas ela já não se justifica mais – disse o deputado.

A obrigatoriedade da transmissão da Voz do Brasil pelas rádios foi tachada pelo representante da Abert, Evandro Guimarães, como “confisco”. Ele disse que a “Voz do Brasil” está no ar há 70 anos. Ele lembrou que atualmente todos os Poderes têm TVs, rádios e agências, e que há um enorme conjunto estatal ou público que permite que os poderes da República informem de maneira ampla seu trabalho.

– Obrigar a transmitir a Voz do Brasil está se aproximando da ideia de confisco. Queremos escolher o horário de transmitir a Voz do Brasil – disse ele.

Para a deputada Luiz Erundina (PSB-SP), deve ser realizada uma pesquisa com a população que mora nas regiões mais distantes, fora dos centros urbanos, para saber do interesse pela “Voz do Brasil”. A deputada entende que este é um dos temas que devem ser debatidos na Conferência Nacional de Comunicação, que será realizada em Brasília, no mês de dezembro.

O Globo

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *