Diferença de preço entre ultrabooks pode ultrapassar R$ 2,6 mil

MILTON – Bom dia, Ethevaldo, como vai?

ETHEVALDO: Bom dia, Milton, bom dia, ouvintes. Tudo ótimo.

MILTON – Ethevaldo, como você avalia o mercado de ultrabooks no Brasil?

ETHEVALDO: Para lhe dar uma resposta mais completa e consistente, Milton, vou usar os resultados de uma pesquisa feita pela associação Proteste de defesa do consumidor.

A pesquisa avaliou os ultrabooks Sony Tap 11; Lenovo FLEX 14; Acer Aspire P3; Asus TAICHI21 e LG SlidePad 11T540.

MILTON – E quais são as principais conclusões da pesquisa?

ETHEVALDO: A primeira conclusão foi de o consumidor precisa pesquisar muito antes da compra, pois a diferença de preço entre os modelos pode chegar a R$ 2.640.

Os menores preços foram do ultrabook Lenovo e o mais caro foi o Asus, que nem é o melhor produtor. Com o que se paga por um Asus, dá para comprar dois Lenovo (e ainda sobra um troco).

MILTON – E que conclusão se referem a todos os produtos avaliados?

ETHEVALDO – Os equipamentos avaliados não atendem às exigências de recursos avançados de computação gráfica para o desenvolvimento de aplicativos gráficos, ambientes 3D e jogos. Quem compra um ultrabook não poderá rodar jogos com gráficos pesados.

Os equipamentos também não devem ser usados para manipular imagens ou editar vídeos, já que o desempenho será baixo. Por outro lado, assistir a filmes será uma experiência agradável.

MILTON – Até amanhã.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *