Diretor da RBS preside Fórum de Editores

Pelos próximos dois anos, o Fórum Mundial de Editores (WEF), que representa cerca de 20 mil executivos e chefes de redação do planeta, será presidido por um brasileiro, o diretor-executivo de Jornalismo do Grupo RBS, Marcelo Rech.

A eleição ocorreu ontem, na véspera do 67o Congresso Mundial de Jornais, que começa hoje e vai até quarta-feira, em Washington, nos Estados Unidos. A escolha foi feita pelo conselho do fórum, formado por líderes de jornais de todo o mundo.

marceloRechRBSLigado à Associação Mundial de Jornais (World Association of Newspapers and News Publishers – WAN -Ifra), o Fórum Mundial de Editores atua na defesa da liberdade de imprensa e na promoção da qualidade editorial, da ética e da inovação nas redações. Rech, que até então ocupava a vice-presidência, sucederá o dinamarquês Erik Bjerager, diretor do Kristeligt Dagblad, de Copenhague.

O diretor-executivo de Jornalismo do Grupo RBS será o segundo brasileiro a ocupar a presidência do WEF. Antes dele, a jornalista Ruth de Aquino, atualmente colunista da revista Época, havia passado pelo cargo, nos anos 1990.

Ex-presidente da WAN-Ifra, entre 1996 e 1998, o presidente emérito da RBS, Jayme Sirotsky, exalta a importância da posse de Rech no WEF:

– Há mais de 30 anos, os veículos da RBS estão ligados à WAN em busca de aprimoramento profissional e tecnológico. Isso nos tem colocado em linha com o que há de mais moderno na área. Nesse sentido, nos dá muito orgulho ver um dos nossos profissionais ser reconhecido e eleito para esse cargo, o que vai reforçar a convivência com as mais importantes personalidades da área no mundo e reafirmar nossa postura pelo permanente aperfeiçoamento de nossos veículos e nossas equipes.

Promovido pela WAN-Ifra, em parceria com a Associação de Jornais da América (Newspaper Association of America – NAA), o Congresso Mundial de Jornais é um dos mais prestigiados eventos para profissionais de comunicação no planeta. Além de abordar questões relacionadas à gestão, o congresso discute novos modelos de negócio para o setor. Dois eventos paralelos fazem parte da programação: o Fórum Mundial de Editores e o Fórum Mundial de Publicidade. No total, mais de mil editores, CEOs, diretores de redação, editores-chefes e altos executivos de jornais e meios de comunicação de 80 países devem participar da edição deste ano.

Confira a entrevista com Marcelo Rech.

 

[Por Diário Catarinense, 01/06/2015]

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *