Dupla cidadania para Vilarino Wolff

Vilarino, na verdade é cidadão do mundo. Nasceu em Lages por uma dessas contingências da vida, mas nunca ficou quieto no seu canto. Desde guri, especulava tudo. Grandote, ainda na escola vivia bisbilhotando os abismos insondáveis que moram nas bibliotecas, nas esquinas da vida, nos campos ondulados das coxilhas do Planalto Serrano. E sempre que saia nas manhãs de Semana Santa, voltava com maços de marcela florida, amarelo-ouro, para os chás caseiros que a tradição familiar conserva até hoje.

E assim a vida foi se revelando. Descobre a poesia, o encanto das “prendas” e as emoções da imprensa e do rádio. Lages fica pequena, busca novas paragens e vai viver o charme da Porto Alegre dos anos de 1960. Pra ganhar a vida vai ser bancário, para viver os encantos da vida vai ser radioator e depois teleator. Primeiro nas rádios Farroupilha e Gaúcha e depois nas TVs Piratini e Gaúcha.

Um dia a saudade bate e volta para Lages. Seduzido pela política passa a viver em função da vida pública. Que lhe deu grandes alegrias e também algumas desilusões. Por exemplo: quando concorreu a vice-prefeito na chapa de Juarez Furtado e perdeu as eleições. E nesse momento a vida lhe abre mais uma porta. A convite dos amigos Evelásio Vieira (Lazinho) e Dalton dos Reis (Prefeito) se transfere para Blumenau no final da década de 1980. Exerce cargos públicos por várias vezes e mata a saudade dos tempos de rádio trabalhando nas rádios União (hoje CBN) e na Nereu Ramos onde permanece até hoje, além de manter um blog na internet falando das tradições gaúchas que lhe deram origem.

E, a partir desta quarta-feira 6/12/2006, Vilarino Wolff passa a integrar a seleta e cativante condição de Cidadão Blumenauense. Título que lhe é conferido pela Câmara Municipal de Blumenau, em cerimônia que incluirá na mesma honraria Eduardo Vitolo Ferencz, Ingo Penz, Ivo Hadlich, Luiz Felipe Siegert Schuch, Paulo Gouveia da Costa e Wilson Lang. Parabéns, caro Vilarino!

Vilarino no rádio hoje

O Sábado Mix é programa de variedades. Abriga informações úteis (saúde, comportamento, o que acontece de interesse das pessoas, etc.), notícias, bom humor, alegria, muita música, romantismo (vide A Hora da Saudade) e uma boa carga cultural. Vai ao ar aos sábados, das 5 às horas, pela Rádio Nereu Ramos de Blumenau (25kw).

É sucesso do horário junto ao público mais maduro – aquele que acorda cedo que, nesta região, é bastante notável. Alguns destaques:

1) A Hora da Saudade, com músicas da época de ouro da música popular romântica, introduzidas por uma pequena crônica. Desfilam no espaço Francisco Alves, Carlos Galhardo, Silvio Caldas, Francisco Petrônio, Orlando Silva, Nelson Gonçalves, Vicente Celestino, Dalva de Oliveira, Carmen Miranda, Ângela Maria, etc..

2) A história de Blumenau, contada através de perguntas, as quais oferecem prêmio aos ouvintes que respondem certo. Tanto um como o outro espaço conta com ótima participação do público através do telefone. O programa tem merecido manifestação de autoridades culturais e de ensino, bem como de outros segmentos da comunidade que vêm nele a utilidade que se pretende. 

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *