E se um dia o rádio acabasse?

A lista de consequencias poderia começar assim: Não teríamos outro veículo de comunicação tão próximo para nos ajudar. Não conseguiríamos informação tão rápida. Não conseguiríamos informação tão fácil. Não teríamos outro meio para comunicar com as comunidades mais distantes. Teríamos dificuldades para nos manter informados no caso de falta de luz.

E poderia continuar assim:

  • Teríamos problemas de deslocamento na falta de informações do trânsito.
  • Não saberíamos o que vai acontecer na nossa novela.
  • Teríamos que comprar um jornal para saber a previsão dos astros.
  • Teríamos que consultar a internet para saber da previsão do tempo.
  • Teríamos que ligar a TV para saber das promoções das lojas.
  • Teríamos que ler um livro para exercitar nossa imaginação.
  • Não conseguiríamos mandar um recado para um familiar que não tem telefone.
  • Não teríamos como ajudar uma família que precisa de uma cesta básica.
  • Seria mais difícil recuperar um documento perdido.
  • Teríamos dificuldades para arranjar uma namorada sem poder fazer um oferecimento musical.
  • Seria mais difícil arranjar emprego.
  • Seria mais difícil trabalhar com silêncio.
  • Seria complicado resolver pequenos problemas do dia-a-dia sem uma simpatia passada no rádio.
  • Que graça teria um jogo de futebol sem a vibração do locutor esportivo?
  • Ficaria mais difícil ganhar um CD.
  • Como saberíamos dos lançamentos musicais?
  • Como saberíamos que determinado cantor vem fazer show na minha cidade?
  • Precisaríamos contratar um DJ para os encontros com amigos, um churrasco, o namoro no carro.
  • Como receberíamos informações presos no trânsito?
  • Quem nos informaria a hora certa?
  • Quem nos informaria a temperatura da nossa cidade?
  • Quem vai contar piadas para gente?
  • Quem vai testar nosso conhecimento?
  • Quem vai nos dar conselhos sentimentais?
  • Quem vai fazer companhia para os enfermos, porteiros e motoristas?
  • Quem vai fazer a gente sonhar?

O autor é publicitário, especialista em Rádio e TV, autor do livro “Você Nunca Ouviu Nada Igual”. Blog: http://vocenuncaouviunadaigual.blogspot.com

Categorias: Tags:

Por Watson Zucco Weber

Formado em comunicação social e propaganda e tem pós graduação em novas mídias, rádio e TV pela FURB – Fundação Universidade Regional de Blumenau. É locutor, redator e produtor de áudio para TV e Rádio, publicitário e professor. Autor do livro “Você nunca ouviu nada igual, publicado em 2008.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

2 respostas
  1. IRAPUAN MONTEIRO says:

    CUIDADO,
    O RÁDIO ESTA PERDENDO A QUALIDADE, O PROFISSIONALISMO FOI INVADIDO POR PESSOAS DE OUTRAS ARÉAS E POR FALSOS PROFETAS.

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *