Época de reflexão

No próximo dia 02 de novembro muitas pessoas estarão nos cemitérios visitando seus entes queridos. Dor e saudades se misturam nesse dia de uma visita unilateral. Lembranças vêm à tona. Há uma conhecida frase que diz assim: “O que se tem de fazer se faz em vida”. Que grande verdade.

Com frequência tenho ouvido pessoas reclamando a falta de apoio, de ajuda prática com parentes doentes. Alguns dizem que seus familiares e amigos parecem sumir quando mais precisam deles. Não é incomum a responsabilidade dolorosa de cuidar de um familiar doente recair sobre um só quando há outros que poderiam ajudar. E aí, quando o parente “querido” morre vem à dor, o sofrimento. Não precisamos esperar alguém amado adoecer para mostrarmos nosso amor e consideração.

Tomara que essa semana sirva também para a reflexão; a busca de importantes respostas e de darmos valor aos nossos amigos e parentes. Pior do que a dor da saudade é a do remorso. Equilibrar nosso tempo e dar atenção a amigos e familiares enquanto há tempo.

Muito trabalho, passatempos, redes sociais usadas em excesso têm “roubado” o nosso precioso tempo. Quando um dia nos despedirmos de alguém amado ou visitá-los num dia 02 de novembro que baste a dor da saudade e não do remorso. Nosso tempo deve ser bem empregado. Bons dias para reflexão.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *