Especial

Vêm aí o rádio e a televisão digital. Acompanhe a troca de idéias dos professores Eduardo Meditsch e André Barbosa Filho.
Da RedaçãoCaro amigo Eduardo, o MC instituiu grupo de estudos para os testes com os modelos de rádio digital existentes. Fazem parte do grupo , o MC que o coordena, ANATEL, Radiobras, UnB e Casa Civil. Os testes começaram com a DRM – em ondas médias e curtas. e devem estar concluídos em setembro de 2005. Os testes em FM serão realizados paralelamente  (assim que protocolemos os acordos com I-BOC e DAB ). Do resultado dos testes, o grupo deve retirar subsídios para um relatório ao Presidente da República que indicará a adoção de algum destes modelos ou, a exemplo do que acontece com o SBTVD, o desenvolvimento de modelo próprio. Um abraço.
André Barbosa Filho.


Obrigado por nos atualizar sobre a questão. Peço que, na medida do possível, mantenha o grupo informado sobre o andamento da implantação da rádio digital. Morro de inveja de meus colegas de departamento na UFSC, da área de televisão, que neste momento estão engajados num projeto de pesquisa que vai ajudar a definir o padrão brasileiro de TV digital. Torço para que nossa rede de pesquisadores de rádio e mídia sonora também tenha a oportunidade de colaborar neste momento histórico para a radiodifusão brasileira. Abração, Eduardo.


Caro Eduardo, a nossa proposta é a de utilizar, com o projeto do SBRD (Sistema Brasileiro de Rádio Digital) a mesma metodologia empregada no SBTVD (Sistema Brasileiro de Televisão Digital) qual seja, convocar a universidade brasileira, em regime de consórcios inter-regionais, para responderem às questões suscitadas nos testes que se iniciarão em maio de 2005. Esperamos que até em meados do segundo semestre possamos estar em condições de apresentar o relatório técnico a S.Exa.o senhor Presidente da República para a confecção do decreto que instituirá as normas para o Sistema em referência. Manterei o grupo informado do andamento dos testes do SBRD, na medida de seu desenvolvimento. Abraços sonoros. 
André Barbosa Filho


Link Relacionado
>> Intercom


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *