Evelásio Vieira – Lazinho – Estava à frente de todos

A Rádio Nereu Ramos comandada brilhantemente por Evelásio Vieira – Lazinho – transformou o rádio de Blumenau a partir de 1958. Grandes profissionais, trazidos do Paraná e Rio Grande do Sul, modificaram o panorama no Vale do Itajaí. Programas de alta qualidade, produzidos e apresentados por profissionais realmente qualificados.
Por Edemar Annuseck

No esporte a Rádio Nereu Ramos foi a primeira a utilizar o microfone sem fio com o repórter Jóta Pedro – João Pedro Corrêa – que mais tarde transferiu-se para Curitiba, Rio de Janeiro e trabalhou por muitos anos na Rádio Nacional da Suíça. Hoje, Jóta Pedro reside em Curitiba e dedica-se a outras atividades.
A outra grande inovação da Nereu foi a viatura de Freqüência Modulada. Com equipamento fabricado pela Rádio Bandeirantes de São Paulo, era utilizada para reportagens dos mais diferentes pontos da cidade, e até em Transmissões Esportivas, quando as linhas falhavam. Em 1971 durante a Regata Clássica da Fundação de Blumenau (2 de Setembro) ousei colocar o aparelho (transmisssor de FM) em um barco à motor, e, com o auxílio do experiente  Arno Cavilha, transmiti a prova entre CN América de Blumenau e CR Tietê de São Paulo. Era o duelo do oito com timoneiro, a grande sensação do remo na época. A largada deu-se na Ponte Irineu Bornhausen – que liga os bairros de Itoupava Seca a Itoupava Norte – e chegada defronte a  praça dr. Blumenau. A prova disputado em 7.200 metros foi vencida pelo CN América.
Mas a Nereu não parou no microfone sem fio e na viatura de Freqüência Modulada. O Lázinho tinha uma visão diferenciada, tanto que foi Prefeito da cidade, Deputado Estadual e Senador. Em 1965 mandou vir de São Paulo um misturador de linhas (Equalizador) da Supersom para dar mais qualidade as transmissões externas, especialmente as esportivas. A inauguração  ocorreu num domingo, com cinco postos ao mesmo tempo. Anotem o ano : 1965. Pois bem, eu abri a transmissão diretamente do estádio Ernesto Schlemn Sobrinho em Joinville para o jogo Caxias FC vs. GE Olímpico. Acionei o posto dois, no estádio da rua 4 de Fevereiro, em Blumenau,  onde jogaria o Guarani EC; Edson Luiz entrou com suas informações. Passou para o Posto 3 em Brusque, onde no estádio Augusto Bauer, Álvaro Correa iria acompanhar o jogo do Palmeiras FC contra o CA Carlos Renaux. O posto 4 foi anunciado, e, do estádio da Empresa Industrial Garcia, Alfredo Otto Flatau contou tudo o que estava reservado para o jogo da Liga, entre Amazonas e Tupi. E no quinto posto tinha Moacir Galiani, falando do estádio Curt Hering reportando o jogo da SD Vasto Verde vs. SE Floresta de Pomerode.Tudo funcionou perfeitamente, sem “buraco”, sem falha alguma. E foi assim até o final da jornada. Com Jeder Reinert – nosso professor Pardal – comandando o equipamento, e supervisão de um profissional da empresa Supersom que veio especialmente de São Paulo para acompanhar a estréia do equalizador, e,  o Lázinho fiscalizando tudo. Terminada a transmissão Lázinho entrou no ar para cumprimentar a todos e anunciou para o dia seguinte, um churrasco de confraternização na Churrascaria Adolfo. E lá fomos comemorar esta grande jornada.
Era dessa forma que Evelásio Vieira  – Lázinho – (que meu deu a oportunidade de iniciar uma carreira há 43 anos) fazia rádio em Blumenau.
 


{moscomment}

Categorias: Tags:

Por Edemar Annuseck

Edemar Annuseck, jornalista, narrador esportivo que iniciou na Rádio Nereu Ramos de Blumenau em 1964 e depois atuou nas Rádio Jovem Pan, Tupi, Record de São Paulo, Clube Paranaense, Cidade e Globo/CBN de Curitiba, TV Jovem Pan e SPORTV, Editor da página de esportes do Jornal A CIDADE DE BLUMENAU, cobrir 5 Copas do Mundo (74, 78, 82, 86 e 90).
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *