Fenapro divulga resultados da pesquisa VanPro com as perspectivas para 2019

A região Sul relatou a pior performance do Brasil no final de 2018, mas acompanha as demais quando medimos o otimismo para o 1º trimestre e o ano de 2019, como um todo.

A pesquisa VAN Pro (Visão de Ambiente de Negócios em Agências de Propaganda) é uma iniciativa da FENAPRO – Federação Nacional das Agências de Propaganda. Desde o início de 2017, a federação começou a coletar dados de empresários de agências de propaganda de todo o Brasil, visando acompanhar trimestralmente o clima para desenvolvimento de negócios e as expectativas do setor ao longo do ano.

Os resultados obtidos nesta mostra foram coletados ao longo das 3 primeiras semanas de janeiro deste ano e refletem a performance das agências no 4º trimestre de 2018, além das perspectivas para o primeiro trimestre de 2019 e o ano de 2019, como um todo.

Resultados VAN Pro 4º trimestre 2018/ Perspectivas 2019

Comparativo Brasil X Região Sul

1. Como foi o quarto trimestre de 2018, comparado ao trimestre anterior (terceiro trimestre de 2018)?

4º trimestre 2018/ 3º tri de 2018        3º tri de 2018/ 2º tri 2018

Brasil:

Melhor: 54% 40,4% (melhor para + 13,6%)

Pior: 26,8% 28,9%

Igual: 19,2% 30,7%

Melhor + Igual = 73,2% Melhor + Igual = 71,1%

Sul:

Melhor: 39,3% 41,8% (um pouco pior)

Pior: 29,7% 35,5%

Igual: 31% 22,7%

Região com pior performance no 4º Tri

Observações: Com exceção da região Sul, todas as demais tiveram mais declarantes demonstrando melhora de performance no último trimestre de 2018. A média Brasil saltou para expressivos 54% declarando melhora (na medição anterior foram 40,4%). Na região onde há maior concentração de agências, a Sudeste, o índice foi de 42,2 para 54,6%. Na região Norte, o número mais do que dobrou, de 33,3% para 75%.

2. Como foi 2018, comparado à expectativa inicial?

Brasil:

Melhor: 41,8%

Pior: 37,5%

Igual: 20,7%

Sul:

Melhor: 31,1%

Pior: 46,7%

Igual: 22,2%

Observações: as regiões N e NE se destacam positivamente, com mais declarantes demonstrando performance positiva (75 e 72,2%, respectivamente, declarando terem tido um 2018 melhor ou igual à expectativa inicial). Sul e Sudeste são as regiões que ficaram abaixo da média Brasil (62,5% de Melhor + Igual). De uma maneira geral, porém, o ano terminou melhor do que a expectativa para a maioria dos respondentes.

3. Número de concorrências, comparado ao trimestre anterior

4º trimestre 2018/ 2ª tri de 2018        3º tri de 2018/ 1º tri 2018

Brasil:

Aumento: 26,1% 27,7%

Diminuição: 30,7% 33,7%

Igual: 43,2% 38,6%

Sul:

Aumento: 18,9% 23,5%

Diminuição: 44,8% 48,8%

Igual: 36,3% 27,7%

Observações: Com exceção da região Centro-Oeste (que inclui o DF), onde observou-se uma diminuição mais significativa, o número de concorrências não sofreu grandes modificações, quando comparado ao trimestre anterior.

4. Expectativa de investimento em propaganda por parte dos clientes no próximo trimestre (1º tri de 2019)

Expectativa para o 1º tri 2019 Expectativa qto ao tri anterior

Brasil:

Melhor: 36,9% 34%

Pior: 26,6% 25,2%

Igual: 36,5% 40,8%

Sul:

Melhor: 43,3% 38,5%

Pior: 22,6% 28,5%

Igual: 34,1% 33%

Observações: Depois de declarar a pior performance entre as regiões brasileiras em 2018, o Sul surpreende com seu otimismo para o primeiro trimestre de 2019. Ao lado da região Norte (43,5%), o Sul apresenta a melhor perspectiva de performance no curto prazo – primeiro trimestre de 2019 – com 43,3% dos respondentes prevendo melhor performance.

5. Expectativa para 2019

Brasil:

Melhor: 70,6%

Pior: 11,3%

Igual: 18,1%

Sul:

Melhor: 63,7%

Pior: 9,3%

Igual: 27%

Observações: Depois de quedas sucessivas, ao longo de 2018, o nível de otimismo com o ano corrente subiu significativamente. Quando comparado com o trimestre anterior, o índice de respondentes otimistas com o ano subiu de 36 para 70,6% – quase o dobro! Na comparação com o mesmo período do ano passado, o número é também positivo: de 68,2 para 70,6%. Vale registrar que este é um índice recorde, desde o início da VanPro. A região mais otimista é a Nordeste, com 82,3% dos respondentes esperando um ano melhor (zero esperando um ano pior e apenas 17,7%, um ano igual a 2018). É flagrante portanto a expectativa otimista com o novo governo. A ressalva é que para a maioria o resultado não aparecerá forte já no primeiro trimestre do ano, deixando claro o compasso de espera com relação às primeiras ações do novo governo.

6. Quais os setores da economia que impulsionaram mais negócios?

1º Serviços Serviços

2º Comércio Setor Público

3º Setor Público Comércio

Observações: Quanto aos setores da economia mais promissores, a área de Serviços manteve-se a mais relevante. Já o setor do Comércio voltou à segunda posição, invertendo posição com o Setor Público, que havia sido o segundo colocado na medição anterior. No Sul, a Indústria se destacou como o setor de maior relevância.

174 agências responderam à pesquisa (33 do Sul)

(Acontecendo Aqui, 05/02/2019)

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *