FHC: líderes têm que resistir pressões e levar resultados a Rio + 20

Ex-presidente respondeu à pergunta da Rádio ONU sobre que conselhos daria aos chefes de Estado e governo que chegam ao Riocentro nesta quarta-feira para concluir a conferência das Nações Unidas

MÍDIA | Mônica Villela Grayley, enviada especial da Rádio ONU ao Rio de Janeiro

O ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, afirmou que é preciso mais determinação política para fazer da Rio + 20 um sucesso para as gerações presentes e futuras.Em uma declaração à Rádio ONU, logo após participar de um evento na conferência, realizada no Riocentro, o ex-presidente afirmou que os líderes internacionais precisam reagir às pressões da recessão e produzir resultados.Interesse”Tem a pressão imediata da crise financeira, tem as pressões do dia-a-dia dos governos. Mas eu acho que, em certos momentos, é preciso que o chefe de Estado olhe mais longe. E mesmo que isso sacrifique eventualmente, a sua popularidade, eles devem tomar decisões que digam respeito ao interesse futuro de seus países e da Humanidade. Por exemplo, é óbvio que nós não podemos continuar abusando de combustíveis fósseis. Então por que tomar decisões que impliquem em aumentar os combustíveis fósseis?”Fernando Henrique Cardoso participou de uma mesa redonda com a ex-presidente da Irlanda, Mary Robinson, e a ex-chefe de Estado da Noruega, Gro Harlem Brundtland, além de três jovens dedicados à causa da sustentabilidade, representando Brasil, Nigéria, China e Suécia.O encontro de alto nível com chefes de Estado e governo de mais de 120 países começa nesta quarta-feira. Ouça no podcast a edição completa do radiojornal.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *